GABRIEL DOS REIS VILLELA

Era uma personalidade que, com efeito, teve os seus primeiros anos de atividade ligada à evolução do município a tal ponto que dele se tornou filho adotivo, pois, embora, nascido em outras plagas, São Vicente, na região do sul de Minas Gerais, cedo veio para Além Paraíba e tornou-se um impulsionador da prosperidade municipal.

Bié, como era tratado na intimidade, foi um fazendeiro modelar que militou por muitos anos no distrito de Angustura, como antigo proprietário da Fazenda Vargem Grande. Foi também proprietário da Fazenda Santa Fé, na cidade fluminense de Três Rios, e sua última propriedade foi a Fazenda do Sossego, na Conceição.

Homem público foi um dos mais válidos membros da Câmara Municipal de Além Paraíba. Seus conselhos, sua experiência, sua dinâmica, seu trabalho, sua honestidade, pontificaram então a Egrégia Câmara, como contingente da maior expressão do seu valor, fazendo-o credenciado à admiração e o respeito dos alemparaibanos.

Casou-se com Maria José Andrade Villela, deixando os seguintes filhos: Maria José, casada com o advogado dr. Sebastião Nelson Junqueira; Geni, casada com o sr. Dezair Antônio da Costa; Geraldo, José e Gabriel Reis Villela Filho, solteiros; René Reis Villela, casado com Maria da Conceição Ferreira Villela; e Ciro Reis Villela, casado com Zuleika Côrtes Villela.

Gabriel dos Reis Villela faleceu em 28 de junho de 1954, sendo sepultado no Cemitério do Santíssimo, em Além Paraíba.

(Por Mauro Senra, em adaptação de texto veiculado no Jornal Além Parahyba, edição de 4 de julho de 1954 – .Pulicado na ecdição n 315, de 13/03/2005)