O Relógio de Sol nas eleições de 1996 em Angustura

Angustura foi palco, durante a eleição municipal de 1996, de verdadeiras batalhas na busca da conquista dos votos dos pouco mais de um mil eleitores do distrito alemparaibano. Também pudera, eram seis candidatos ao cargo de vereador residindo na localidade, o que gerou uma guerra sem precedentes na história angusturense. Uma candidata, na tentativa de obter a vitória a qualquer custo, bateu boca com outra candidata, custeou várias pequenas obras com recursos próprios na busca desses votos, como a construção de pequenos abrigos em pontos de ônibus, etc., o que em nada adiantou – nem ela e nem ninguém se elegeu.

Uma situação chamou a atenção do chargista Guid, quando a dita candidata, em parceria com o Observatório Monoceros, resolveu custear a instalação de um Relógio do Sol na localidade, infelizmente e apesar de ser uma bela arte que remonta milênios, nos dias de hoje literalmente abandonado. Infelizmente, também, a construção do dito relógio demorou a ser concluída, sendo concluída somente depois das eleições, o que gerou o descontentamento da candidata com o pessoal contratado para a sua instalação.

A charge acima mostra o registro, bastante cômico, do ocorrido, valendo ressaltar que sua publicação na edição n° 82, de 19/10/1996, foi de grande sucesso junto a público leitor angusturense…