Polícia Militar prende assassino do chefe do tráfico do Jardim Paraíso

Uma grande quantidade de drogas (cocaína e maconha) encontrada num imóvel alugado pelo assassino de Polaco foi apreendida pela Polícia Militar.

A Polícia Militar alemparaibana apreendeu, no mesmo dia em que Rodrigo Santos Silva, o Polaco, foi assassinado (1º de dezembro), o jovem TRS, autor dos disparos que tirou a vida do chefe do tráfico do bairro Jardim Paraíso.

Após o crime ser cometido, a PM deu início a um amplo rastreamento em busca do autor do assassinato, tendo sido informada que o suspeito havia fugido em direção a Três Rios (RJ), por um mototaxista. De imediato, uma guarnição PM se deslocou para a BR-393, conseguindo alcançar os dois ocupantes da motocicleta nas proximidades do local apelidade de “balança”, em Sapucaia (RJ). Abordado, o mototaxista parou, tendo informado que havia sido abordado pelo jovem na altura do bairro Granja Três de Outubro que solicitou uma corrida até Três Rios, garantindo o pagamento de R$ 500 pelo transporte, e que não tinha conhecimento de que o passageiro havia cometido um crime de morte. Vale ressaltar, o jovem é velho conhecido das autoridades policiais por vários atos criminosos anteriormente praticados.

De acordo com o Boletim de Ocorrência da PM, TRS confessou o crime motivado por atritos pessoais. Durante os trabalhos da PM, um pequeno imóvel alugado por ele foi localizado no bairro Jardim Paraíso e, com a devida autorização do proprietário, foi encontrado uma grande quantidade de drogas, cerca de 10 mil papelotes, entre maconha e cocaína.

Junto com a droga foram apreendidos estojos de 9mm, a pistola de igual calibre utilizada para matar Polaco. TRS foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Além Paraíba e, segundo informações oficiosas, seria encaminhado para uma unidade de detenção de Muriaé ou Juiz de Fora.