Faltam 248 dias para as eleições e 337 dias para 31 de dezembro…

Faltando 248 dias para o processo eleitoral que acontecerá em 03 de outubro, acreditamos que teremos de três a, no máximo, cinco candidatos a prefeito de Além Paraíba.

Nossa afirmativa vem de um minucioso levantamento envolvendo os possíveis e já propalados nomes de pseudos pré-candidatos ao cargo, levando-se em conta, inclusive, os resultados de algumas enquetes que teriam sido realizadas recentemente, bem como os burburinhos que correm pelas ruas e becos, bares e botecos da cidade onde o assunto prolifera não com o calor de outras épocas, isto porque boa parcela da população ainda se encontra cética com os nomes até então apresentados. Aliás, sobre esse último tópico o que se ouve é que a esperança de dias melhores está se transformando num grande pesadelo, para muitos um autêntico filme de terror, como o lendário “Chucky, o Boneco Assassino”, de 1988, dirigido e co-escrito por Tom Holland.

Um nome certo que será colocado à disposição do eleitor, aliás, dois, é a candidatura à reeleição da dupla que hoje comanda o destino do município – Miguelzinho e Dr. Paulo. Alvos de inúmeras críticas pelo que foi realizado desde o dia 1º de janeiro de 2017 até o momento, a dupla terá muito que suar para repetir ao menos um terço do que conquistou em 2016, ocasião em que abocanhou algo em torno de 65% os votos válidos, um percentual nunca atingido em toda a história político-eleitoral de Além Paraíba. Em números, se chegar a 5 mil votos a dupla pode considerar como um grande feito. Importante: é a nossa opinião…

Outro nome certo a disputar o pleito é um velho conhecido do eleitorado alemparaibano. Uma vez vice-prefeito, três vezes titular no comando da municipalidade, o professor Fernando Lúcio Ferreira Donzeles é pule de dez como concorrente ao anseio de Miguelzinho. Ainda sem definir com quem dividirá a árdua caminhada, a professora Luciana Galhardo, sua ex-secretária de Educação, ou o produtor rural e vereador Rodrigo França, que aliás recebe largos elogios por sua atuação no Legislativo Municipal, Fernando tem a seu favor a experiência contra dois senões. Primeiro, representa a velha política alemparaibana; segundo, é voz geral, é lembrado por grande parte do eleitorado por ter tido como homem forte de seu último mandato nada mais nada menos que seu genro, o advogado Bruno Barros, responsável direto, mesmo que o professor não venha admitir, por um desgaste de sua popularidade junto ao público eleitor que o levou a não disputar a reeleição contra o hoje prefeito. Disse-me um velho amigo e eleitor de carteirinha de Fernando que mesmo não sendo parente genro certamente atrapalha, daí…

Apesar desses entraves, o nome do professor, é o que entendemos, sempre será um nome forte, e tendo dois nomes como o de Luciana Galhardo e Rodrigo França ao seu lado ocupando na disputa o cargo de vice, o desgaste pode até ser menos pesado do que parece.

Mesmo não sendo muito propalados com chances de vitória, dois ex-vereadores ligados à esquerda deverão ter seus nomes lançados como candidatos ao cargo, isto porque as legendas a que são filiados pretendem, segundo o noticiário nacional, marcar presença no processo eleitoral Brasil afora – o PT e o PSOL. Daí, Oberdan Moreira Rocha, que representa o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, hoje em caminhada nacional em busca do resgate moral de seu nome pois está condenado em dois processos no Judiciário e é suspeito de ter cometido inúmeros outros crimes, deverá ser o candidato do Partido dos Trabalhadores. De outro lado, temos Guilherme Antônio Diniz, que no processo eleitoral de 2018 disputou uma das cadeiras do Legislativo Estadual pelo PSOL, conquistando dentro das urnas alemparaibanas cerca de 2,5 mil votos.

Finalizando nossa lista, enxergamos, mesmo que muitos não queiram admitir e concordar, como potencial concorrente o odonto-bucomaxilar Dr. Rodrigo Leite, fundador e presidente do PATRIOTA, que ao contrário dos demais nomes citados é possuidor de uma estratégia muito bem elaborada que o tem deixado bastante próximo daqueles eleitores que se mostram indecisos sobre quem escolher para governar Além Paraíba.

Através de rede social, Dr. Rodrigo Leite vem sendo seguido por milhares de alemparaibanos, participa ativamente no dia-a-dia da comunidade, muitas vezes liderando campanhas de cunho social junto aos menos favorecidos pela sorte ou abandonados pelo poder público. Outro pormenor sobre o odonto-bucomaxilar, é o de não aceitar aqueles apoiadores que sempre aparecem quando da proximidade de todo processo eleitoral, apelidadas de velhas raposas eleitoreiras, os bajuladores de plantão que num ano fica do lado de um candidato e no seguinte de outro, em verdade buscando um lugar para sofregamente sugar a teta gorda do poder. Dr. Rodrigo Leite tem tomado a sopa quente pelas beiradas, como diriam os mais antigos, para não queimar a boca. Daí, o motivo de cremos que ele pode ser uma grande surpresa.

Quem nos lê e nos acompanha pelas páginas do ALÉM PARAHYBA, certamente deve estar indagando onde estão os outros nomes que apresentamos alguns meses atrás. Onde estão? Por que estão de fora dessa lista? O que podemos afirmar é que, sem medo de errar, é que o quadro mudou, e apenas uma coisa não mudou em nossa maneira de enxergar: hoje, 29 de janeiro, estão faltando 337 dias para 31 de dezembro de 2020. E já que para quem sabe ler um pingo também é letra…

Um forte abraço para todos!

Publicado na edição 1085, de 29/01/2020