Chuva transformou o “Vassourão” num pântano

As duas imagens acima mostram momentos distintos do “Vassourão”. A primeira por ocasião de uma partida de futebol em um dos muitos torneios que foram realizados no local. A outra, o pântano em que acabou se transformando graças a “lambança” da atual Administração Municipal. (fotos: rede social)

O extinto pátio de manobras da Estação Ferroviária de Porto Novo, local em que graças a ação de populares foi transformado em uma área de lazer onde se praticou por longos anos o futebol de várzea e recebeu o apelido de “Vassourão”, foi alvo meses atrás de uma “lambança” sem precedentes da atual Administração Municipal que ali organizou uma prova de MotoCross.

Devido às fortes chuvas que caíram por toda região nos últimos dias, o local acabou se transformando num autêntico pântano, onde a lama predomina e, não bastasse, se não for tomada uma atitude imediata e urgente, poderá virar um local de proliferação de mosquitos causadores de várias doenças, como a dengue, a zika e a febre chikungunha.

Vale ressaltar, à ocasião da realização da prova de MotoCross, que recebeu críticas de grande parcela da população, o prefeito Miguelzinho afirmou que de imediato o local receberia obras de infra-estrutura investindo R$ 2 milhões, recurso advindo dos cofres da municipalidade, isto em uma área que faz parte do espólio da extinta Rede Ferroviária Federal que mesmo tendo sido cedida pela DNIT, órgão federal que detém a guarda do imóvel, pelo período de 25 anos, este poderá ser retomado a qualquer instante sem que o município seja ressarcido do que ali for gasto.

Publicado na edição 1085, de 29/01/2020