Engenheiros agrônomos de todo o país são habilitados pelo IMA para certificação de produtos vegetais

Engenheiros agrônomos de todo o país são habilitados pelo IMA para certificação de produtos vegetais

Em sua 90ª edição curso está com inscrições abertas até 31 de janeiro.

Citros, banana, maçã e mudas de café são alguns dos produtos fiscalizados pela Gerência de Defesa Sanitária Vegetal do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), órgão vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Na ponta da cadeia produtiva, o trabalho de certificação fitossanitária conta com o apoio de engenheiros agrônomos autônomos de todo o país. Atualmente são 1.760 profissionais habilitados pelos servidores do IMA desde 1999. Em sua 90ª edição, o Curso para habilitação de Engenheiros Agrônomos para emissão de Certificado Fitossanitário de Origem – CFO e Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado – CFOC, está com as inscrições abertas até 31 de janeiro ou até o preenchimento das 50 vagas ofertadas. O curso acontece de 10 a 13 de fevereiro, no auditório da Abanorte, em Janaúba, região Norte do estado.

Para participar, engenheiros agrônomos graduados em todo o Brasil precisam ser reconhecidos no conselho da categoria de seu respectivo estado. As inscrições podem ser feitas através de contato com a Gerência de Defesa Sanitária Vegetal – tel:(31) 3915-8715 ou pelo e-mail: gdv@ima.mg.gov.br. O valor do investimento é de R$371,16.

O objetivo do curso é capacitar os profissionais de mercado como Responsáveis Técnicos (Rts) para emissão do Certificado Fitossanitário de Origem – CFO e Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado – CFOC, que poderão subsidiar o trânsito interestadual e a certificação fitossanitária internacional de material vegetal de banana, café (mudas), citros, carambola, manga, goiaba, uva, tomate, maçã, marmelo, pera, cucurbitáceas e heliconiáceas, conforme determina a Instrução Normativa nº 33, de 24 de agosto de 2016, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Fonte: Ascom Mapa

Publicado na edição 1085, de 29/01/2020.