Produtor angusturense faz crítica à municipalidade através de Rede Social

Por não receberem a atenção devida do poder público, com as chuvas as estradas vicinais angusturenses se transformaram num grande pesadelo para os produtores rurais.

Em 1º de março último, um produtor rural angusturense levou até a Rede Social (face book) uma Nota de Insatisfação ao governo municipal alemparaibano devido o descaso da municipalidade com a manutenção das estradas vicinais existente no distrito, bem como a que liga a vila de Angustura à BR-116. Vale ressaltar, com as chuvas que caíram nos últimos dias, a produção leiteira das propriedades rurais não puderam ser escoadas causando grandes prejuízos, bem como os moradores ficaram literalmente ilhados, sem condições de irem até o trabalho já que o fluxo de ônibus e outros veículos teve que ser paralisado.

Diz a Nota…
Bom dia! É com enorme desprazer que vou expressar a minha insatisfação com essa prefeitura.
Hoje (1º de março), nós moradores de Angustura, distrito de Além Paraíba, estamos sem estrada e sem ônibus. Ontem ficaram agarrados dois ônibus na estrada que hoje resolveram não circular para não agarrar novamente.
Caminhões de leite não conseguem chegar até as propriedades, fazendo com que os produtores de leite e outros que trabalham todos os dias fiquem sem condições de escoar sua produção, tudo devido a péssima gestão dessa prefeitura.
Alguns vão dizer que está chovendo demais, que estrada rural é assim mesmo. NÃO!!!
Antes dessa chuva tivemos alguns meses de seca, sem chuva, e nesses meses imploramos para que a Pat rol passasse na estrada e fosse colocado saibro. Não fomos atendidos, e como resultado desse descaso, chegamos na situação de hoje.
O calçamento da estrada principal de Angustura!!! Isso é como acreditar em Papai Noel! Em três anos e alguns meses foram calçados setecentos e poucos metros, que por sinal terrivelmente feitos. Esses poucos metros (Nota da Redação: a estrada tem um total de sete quilômetros) já estão cheios de buracos, não há escoamento de água pluvial bem feito, ou seja, se quiserem fazer algo que realmente dure terão que refazer praticamente tudo outra vez.
Agora, o por quê não fazer da maneira correta? Não seria mais fácil do que ter que refazer? Os buracos que lá estão já foram arrumados três vezes e tornam a dar problema.
Então fica aqui um conselho de um simples cidadão aos futuros prefeitos: escolham uma equipe correta, com gente boa, que queira realmente fazer essa cidade crescer e melhorar. Não usem a prefeitura como cabide de emprego para amigos e adeptos de campanha, pois eles é quem os derrubam pelo péssimo serviço prestado.
Uma última observação, para deixar bem claro que isso não se aplica a todos os funcionários da prefeitura, pois ainda existem pessoas boas lá dentro, mas que muitas vezes são atrapalhadas pela maioria que não quer fazer nada!
Assina: Marcelo S. Bittencourt (*)

(*) Marcelo S. Bittencourt é produtor rural em Angustura e engenheiro mecânico formado na Faculdade Redentor (Itaperuna/RJ)

Veiculado na edição 1090, de 04/03/2020