Prefeito e vereadores de Mercês reduzem salários devido ao coronavírus

Vencimentos serão reduzidos em 10%, e valor resultante será destinado a um fundo de saúde para combater a doença

Por Vívia Lima | Tribuna de Minas

01/04/2020 às 18h19- Atualizada 01/04/2020 às 18h53

A Câmara Municipal da cidade de Mercês, município distante cerca de cem quilômetros de Juiz de Fora, anunciou nesta semana a redução dos salários de seus parlamentares como uma das medidas para ajudar a combater a pandemia do coronavírus. O dinheiro resultante da economia deverá ser destinado a um fundo usado pelo município para a área de saúde.

Além do corte salarial dos nove integrantes do Legislativo, terão seus salários reduzidos em 10% o prefeito Donizete Barbosa de Oliveira (PMN) e seus secretários, bem como prestadores de serviços jurídicos, assessoria em convênios, assessoria em educação, assessoria contábil e locação de softwares. Os descontos das categorias mencionadas irão abastecer o fundo. Demais setores ficaram de fora da tesourada.

A medida passou a valer a partir da data de sua publicação, no último dia 27. Portanto, os servidores já receberão seus salários com desconto neste mês de abril.

Para o presidente da Câmara Municipal de Mercês, Carlos Henrique Faria da Silva (PSB), esse é um momento da comunidade se unir. “Foi uma decisão unânime de todos os nove vereadores, iniciada pelo prefeito, e todos nós acatamos. Iniciou com o corte dos secretários, e decidimos ampliar para auxiliar o combate à doença”, disse. Segundo ele, a decisão é temporária, inicialmente válida para os próximos três meses, sendo prorrogável caso haja necessidade. “Somos uma cidade pequena e queremos ser exemplo para que outros municípios façam o mesmo e auxiliem na erradicação desta doença”, concluiu.

De acordo com sistema da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), o município de Mercês, na Zona da Mata, tem registradas duas suspeitas de coronavírus (Covid-19) até esta quarta-feira (1º de abril).