Em época de COVID-19, o que pensam os pré-candidatos a prefeito de Além Paraíba…

Em época de COVID-19, o ALÉM PARAHYBA acredita que não só a pandemia é notícia já que neste ano teremos eleições municipais e o destino do futuro do município está literalmente ligado ao resultado das urnas.

Todo o município alemparaibano está aguardando o momento da escolha de quem conduzirá o destino da boa terra entre os anos de 2021 e 2024 – se o atual governante ou outro nome, valendo ressaltar que, além de Miguel Belmiro de Souza Júnior, vários nomes já circulam pelas ruas e esquinas como pré-candidatos ao cargo. Por ordem alfabética são eles, na visão do semanário: Fernando Lúcio Ferreira Donzeles, Guilherme Antônio Diniz, Leonardo Lamon, Oberdan Moreira Rocha, Rodrigo França e Rodrigo Leite.

Atual Prefeito de Além Paraíba
Miguel Belmiro de Souza Júnior

Diante de tantos nomes, o semanário buscou contato com todos, à exceção do atual prefeito por entender que este certamente deverá seguir seu programa de governo apresentado no processo eleitoral de 2016, cujo slogan de campanha era “Juntos por uma Além Paraíba Renovada”, e que certamente é de conhecimento de toda a população já que o mesmo recebeu quase 65% dos votos válidos à ocasião. Com relação aos demais nomes, o ALÉM PARAHYA enviou uma mensagem em Whatsapp, onde foram solicitadas informações, tais como: a) Qual o motivo de suas candidaturas?; b) Quais seriam seus planos de governo? (se já possuem); c) O que acham do atual momento político do município?

Fernando Lúcio Ferreira Donzeles

O professor e ex-prefeito Fernando Lúcio Ferreira Donzeles foi o primeiro pré-candidato a atender o chamado do semanário, inicialmente confirmando ser pré-candidato a prefeito de Além Paraíba, o que, caso consiga a vitória nas urnas, exercerá o cargo pela quarta vez, um recorde na história política do município e da Mata Mineira.

De forma clara o ex-prefeito relatou que ainda não existe um plano de governo formalizado, mas está em fase de elaboração. Seu propósito preliminar será “recuperar a credibilidade da administração pública, empregando de modo racional o dinheiro do município em obras e serviços que atendam efetivamente as necessidades da população”, disse Fernando Lúcio. O ex-prefeito ainda salientou que as áreas prioritárias a serem atendidas de forma racional são: Saúde, Educação, Assistência Social, Cultura e Esportes, limpeza e manutenção das vias públicas, bem como as estradas municipais, e, em especial, a valorização dos servidores públicos, sem empreguismo e apadrinhamento .

Fernando Lúcio ainda salientou que pretende dar uma atenção especial às comunidades da periferia, como o distrito de Angustura, as vilas de Fernando Lobo, Marinópolis e Beira Rio, e os povoados do Aterrado e do conjunto habitacional existente nas proximidades do Posto Gauchão.

Sobre a escolha de seu vice-prefeito, disse o professor: “Se há quatro anos atrás o mote era de renovação, nos dias atuais temos que valorizar as mulheres. Assim, pessoalmente, gostaria de escolher uma mulher para o cargo. Há excelentes nomes, independente de gênero, que muito poderá me ajudar na administração”, disse o ex-prefeito salientando que a escolha definitiva somente acontecerá na convenção partidária, em junho próximo.

Rodrigo Leite

O segundo nome a atender o nosso chamado foi o do odontobucomaxilar Rodrigo Leite que, mesmo sendo público e notória a sua pré-candidatura, preferiu declinar de fazer comentários sobre o assunto salientando que o atual momento, no seu entendimento, não seria propício devido a crise do COVID-19 em que vive não só o município, mas todo o país e a comunidade internacional.

Agradecendo a atenção do semanário ao seu nome, Rodrigo, filiado no partido Patriota, respondeu ao editor do semanário através do Whatsapp: “A Comissão do Patriota, devido essa situação, prefere aguardar um pouco mais para uma decisão. Principalmente em respeito à crise de saúde e economia ocorrida, a política fica para um pouco de lado nesse momento. Vamos aguardar a poeira baixar em respeito as pessoas e com o momento vivido. Agradeço sempre por sua generosidade conosco. Manteremos você informado”.

Em resposta, o editor do ALÉM PARAHYBA salientou a Rodrigo Leite que o assunto ora abordado não será repetido em futuras edições do semanário, que se manterá literalmente distante do processo eleitoral, tentando assim demovê-lo da idéia e participar da reportagem. Como resposta, gentilmente o pré-candidato a prefeito disse: “Agradeço sua atenção. A Comissão do Patriota ainda assim mantém a sua posição. Gosto muito da sua imparcialidade. E que seja sempre assim. Admiro isso em você. Gosto do seu estilo. Está certo fala, está errado cobra. É disso que precisamos na imprensa de Além Paraíba”.

Leonardo Duarte Lamon

O empresário Leonardo Duarte Lamon foi o terceiro pré-candidato a dar atenção à solicitação do semanário. Sem meias palavras disse: “Sou pré-candidato a prefeito nas próximas eleições pelo PL-22, por entender que precisamos ter uma Além Paraíba diferente, sem lado A ou B, igualmente governada para todos e não somente para um grupo”. Sobre a questão de quem seria o seu vice-prefeito, também foi claro ao salientar que ainda não existe um nome definido e que várias conversas estão adiantadas.

Léo teceu comentários sobre o momento em que vive o município, em especial sobre a atual administração. “Desde o início de seu mandato, o atual prefeito não conseguiu evoluir os projetos descritos no seu plano de governo, oferecendo ações covardes e de retaliação àqueles que não participavam de seu projeto político”, enfatizou o pré-candidato que ainda fez várias críticas que acreditam serem pertinentes, como “inchaço na folha de pagamento funcional da municipalidade devido o alto número de contratados, equivocadas e excessivas trocas em seu secretariado, e outras situações que acabaram trazendo sérios problemas para a população”.

O pré-candidato ainda questionou o prefeito atual que, no seu entendimento, prefere continuar executando obras tidas como eleitoreiras, como a do Vassourão, gastando recursos próprios da municipalidade em torno de R$ 2 milhões. Para ele, esse recurso financeiro deveria estar sendo utilizado na pandemia provocada pelo COVID-19. “Ao abrir mão de ter esse recurso como reserva técnica, ainda o utiliza em um terreno sem nenhuma garantia jurídica de propriedade”, disse o empresário que ainda enfatiza que o município necessita investir na geração de empregos através dos setores de prestação de serviços. “Nosso município é cortado por duas das mais importantes rodovias federais do país, as BR’s 116 e a 393, e não usamos esse potencial como gerador de empregos e renda. Não existe um incentivo para a implantação de oficinas para mecânica pesada que venham suprir as necessidades dos frotistas e autônomos, como vemos em outros municípios da região, como Leopoldina e Muriaé”, afirmou Léo Lamon, fundador a presidente da Coopetrap – Cooperativa dos Empresas de Transporte de Além Paraíba, que teve como principal algoz o prefeito Miguel Belmiro de Souza Júnior.

Para o empresário, o município tem que ter o olhar voltado para o setor de transportes, um grande gerador de empregos no Brasil.

Oberdan Moreira Rocha

O quarto pré-candidato a atender o semanário foi o ex-vereador, ex-vice-prefeito, advogado e economista Oberdan Moreira Rocha. Confirmando sua pré-candidatura, Oberdan salientou que será avaliada no momento determinado pela legislação eleitoral, através de convenção partidária, que deve acontecer entre 15 de junho e 05 de agosto.

Grande conhecedor das necessidades alemparaibanas, informou que ainda não está definido o nome de quem vai acompanhá-lo na condição de vice-prefeito, o que poderá acontecer em meados de julho. Para Oberdan, “o momento político alemparaibano é favorável a uma candidatura com perfil técnico como a minha, que nunca exerceu a função maior de prefeito, mas tem bastante experiência administrativa, tanto pública como privada, sempre muito bem avaliado nas funções profissionais que exerci, não sendo nem inesperiente e nem tendo o desgaste do exercício do poder executivo absoluto de ex-prefeito”. Oberdan foi secretário municipal de Administração e de Saúde em governos passados de Além Paraíba, sempre atuando com competência e discernimento.

Entre tantas implementações que pretende fazer caso conquiste a confiança e o voto da população, Oberdan Moreira Rocha leva ao público leitor as seguintes:

1)    Secretários e agentes políticos não serão parentes ou confrades. Somente serão convidadas pessoas com capacidade técnica comprovada e o combate ao nepotismo será constante em sua gestão;

2)    Fim das diárias fechadas para todos, a começar para o prefeito, vice e secretários, o que, segundo ele, deve reduzir em até 60% os gastos com essa modalidade de despesa. Afirma ainda que irá reduzir o salário do Prefeito e do Vice, para exemplificar os tempos de austeridade administrativa;

3)    Intensificar o planejamento e premiar e valorizar a remuneração dos servidores como contrapartida de melhoria da gestão. Pretende ainda diminuir o número de funcionários contratados por favorecimento político eleitoral e o número de Comissionados, o que certamente reduzirá o gasto com a Folha de Pagamento da municipalidade;

4)    Aprimorar o sistema de licitações, enxugando os contratos e desenvolvendo as rotinas de auditoria e controle interno, e buscar uma solução sustentável para a Previdência dos Servidores Municipais, também fazem parte dos planos do pré-candidato;

5)    Democratizar as decisões de investimento, o que possibilitará obras em todas as regiões da cidade, principalmente nos bairros mais distantes e fortalecer os Conselhos Municipais; ampliar a Atenção Básica da Saúde e a Assistência Farmacêutica, aprimorar  a Vigilância Epidemiológica e o combate à Arboviroses (Dengue, Chicungunya, etc.), fortalecer o atendimento Psico-Social de Saúde Mental, entre outras ações;

6) Chamar a Associação Comercial e Empresarial de Além Paraíba e seus colaboradores, como o Sebrae e a Fiemg, para uma parceria na implementação de um projeto de desenvolvimento Local Sustentável e Efetivo, com envolvimento real da municipalidade e dos organismos de apoio e financiamento dos governos Estadual e Federal, enfatizando também as potencialidades turísticas e do desenvolvimento do agronegócio, bem como a adoção de políticas ambientais sustentáveis, a exemplo de 100% de Coleta Seletiva e Reciclagem, entre outras;

7) Ampliar a Rede de Atenção de Proteção Social Básica, capitaneadas pelo CRAS, buscando assim alcançar a regiões rurais, desenvolver programas de geração de renda, de profissionalização e fortalecer o mecanismo dos Jovens Aprendizes;

8) Construir o maior Programa Habitacional Popular da história de Além Paraíba, combinado com iniciativas de geração de renda locais, estimulando assim a Construção Civil, o que contribuirá para o não avanço das aglomerações de construções em áreas de risco, que é a alternativa atual praticada na ausência de oferta habitacional governamental;

9) Ampliar e melhorar a qualidade da Rede de Educação Municipal e da Cultura, partindo da premissa de que a melhoria na educação e nas ações da cultura são o principal motor de transformação e desenvolvimento da sociedade.

10) Trabalhar pela ampliação do acesso dos mais pobres a cursos superiores públicos, como a adoção gradativa da Escola em Tempo Integral, da implantação de Cursinho Popular e da Casa do Estudante Universitário, bem como ampliar o apoio às ações populares de cultura.

11) Melhorar a pavimentação e limpeza das vias públicas, calçando as ruas já existentes, melhoria na acessibilidade em Escadões e Becos através do Programa Caminhos da Comunidade e outras ações que permitam a melhoria de todo o município.

Guilherme Antônio Diniz

O quinto pré-candidato a prefeito a atender o chamado do ALÉM PARAHYBA foi o ex-vereador Guilherme Diniz, filiado no PSOL, que na eleição de 2018 foi candidato a deputado estadual e obteve 2.286 votos nas urnas alermparaibanas. Guilherme Diniz é professor, chargista renomado, e tem destacada atuação em Organizações não Governamentais, como associações de moradores, e é membro do Conselho Municipal da Saúde de Além Paraíba.

Guilherme enviou ao semanário, pedindo total publicação sem alterações, no que é atendido prontamente, o texto a seguir:

“O PSOL tem sua atuação no dia a dia e não só em época de eleição. Nossa atuação se dá com um Projeto Político fundamentado no Programa Partidário. Não confundindo Projeto Político com Programa de Governo nem Programa Partidário.

Projeto Político é o planejamento de nossas ações políticas diárias, constantes, nossa atuação. Que orientará também, nosso Programa de Governo. Isso, portanto, pauta os tópicos apresentados pelo Jornal.

Pelo nosso Programa Partidário, nosso Projeto Político define que nossa estratégia é a garantia da Democracia Participativa como na Constituição Federal, pois entendemos que só através desta garantimos direitos que melhoram nossas condições de vida como Transporte, Saúde, Assistência, Educação… serviços públicos que só conseguimos sua qualidade, na prática, com liberdade e participação.

No momento há uma tensão de forças políticas entre grupos e partidos políticos, com ideologias bem visíveis e marcadas entre Esquerda, Populismo, Direita e Extrema Direita.

Nesse contexto somos oposição aos Governos de direita no Município e no Estado, oposição ao governo de extrema direita no Governo Federal e nos distinguimos dos populistas que têm uma prática de direita mas se travestem de esquerda como o PT, PSB, PDT, e outros como PR, PP, PMDB e demais que vivem de barganhas para estarem ou permanecerem no poder…

Há os descontentes e há a oposição! Os descontentes são iguais aos que estão no governo, mas fazem oposição só por não estarem no poder! A oposição tem outro projeto, outra forma de governar, são diferentes politicamente e se opõem a maneira com que agem na política! Somos oposição e nosso Projeto nos orienta a participar das atividades na Câmara Municipal, fiscalizar o Governo Municipal, participar dos Conselhos Municipais, das Conferencias de Políticas Públicas, de entidades como Associação de Moradores, Sindicatos, ONGs, Igrejas, pois de forma organizada e representativa temos mais força política para cobrar direitos, transparência, prestação de contas… além de denunciar irregularidades, abusos, corrupção. Assim também lutamos contra preconceitos, discriminações, violências e exploração… resistindo aos ataques a Democracia e a Liberdade. E construir com a população outra política, viável, urgente, justa e necessária!

O Partido definirá a melhor estratégia no fortalecimento de nosso Projeto junto a população! Ou lançaremos uma chapa com candidato a Prefeito e Vice ou a Vereadores, não faremos coligações!  Sou pré candidato a Prefeito ou a Vereador!”

Rodrigo França

Finalizando, o último pré-candidato a prefeito a atender o nosso chamado foi produtor rural e vereador Rodrigo França. Um dos mais destacados membros da edilidade alemparaibana na atualidade, Rodrigo teve seu nome sondado para ser pré-candidato a prefeito e até para compor chapa como candidato a vice-prefeito, possibilidade que acabou sendo definitivamente afastada.

Em atenção ao semanário, Rodrigo declarou ao semanário no último domingo: “Embora tenha tido conversas para vir como candidato a prefeito e convites para vice, decidi não participar desse pleito. Acredito que a experiência como vereador esteja sendo de grande valia para o meu crescimento na vida pública, e muito tenho me empenhado na luta pelo crescimento de nossa gente. Mas acho que esta não é a hora certa para disponibilizar o meu nome nesses cargos. Sigo amando nossa terra e querendo muito auxiliá-la. Acredito no potencial de nossa pecuária e agricultura, no desenvolvimento de todos os setores de nossa sociedade, principalmente em nossa gente, mas minha decisão, após consultar familiares e amigos, é deixar para outra ocasião disputar o cargo maior da Administração Pública Municipal. Agradeço a todos pela confiança depositada e coloco-me à disposição para aquele que alcançar a vitória, independente de quem quer que seja, e que ele seja iluminado no árduo caminho que terá que percorrer”.

Veiculado na edição 1095, de 15/4/2020