Faleceu o advogado, empresário e produtor rural Renato José Mendes Tepedino

Renato José Mendes Tepedino com a saudosa esposa Ana Maria Azeredo Tepedino.

Faleceu, na madrugada do dia 17 de abril, no Rio de Janeiro (RJ), o advogado, empresário e produtor rural Renato José Mendes Tepedino, nascido em Além Paraíba no dia 10 de março de 1937, filho do saudoso casal José Tepedinho e Wanda Julieta Mendes Tepedino, ele um médico renomado, ela professora e exímia pianista, que tiveram ainda outros três filhos: Heitor, Alberto e Marcelo.

Renato estudou nos colégios Cataguases e Além Paraíba (CAP), e formou-se em Direito na Universidade Católica de Petrópolis pelos idos do ano de 1950. Era viúvo de Ana Maria Azeredo Tepedino, ela renomada teóloga e escritora, com quem teve quatro filhos: Renato, Ana Paula, Leonardo e Cristina.

Quando do exercício do Direito, onde atuou com grande competência e dedicação, recebeu o convite para o cargo de diretor do Banco Predial, a seguir no Banco Ypiranga. Durante anos, foi diretor de marketing do Jornal do Brasil, grande diário carioca. Ainda atuou na empresa João Fortes Engenharia, do Rio de Janeiro, onde foi diretor do setor de agropecuária do importante conglomerado empresarial.

O amor por sua terra natal sempre foi incontestável, tanto que aqui adquiriu a Fazenda do Retiro, onde criava gado de corte e mantinha um dos mais puros e produtivos plantéis de gado leiteiro da raça holandesa de toda região. Também tinha outras duas propriedades rurais: uma em São João da Ponte (MG), outra em Juruema (MT).

Por dois mandatos foi presidente do Sindicato Rural de Além Paraíba, tendo levado às alturas a tradicional Exposição Agropecuária e Concurso Leiteiro de Além Paraíba, bem como os leilões de animais promovidos pela entidade sindical.

Com sua fé alçada nos dogmas da Igreja Católica Apostólica Romana, juntamente com sua esposa sempre esteve presente no auxílio a várias instituições alemparaibanas e da região. O casal, que foi recebido no vaticano pelo Papa Francisco, foi responsável pela criação do Centro de Promoção Social “Victória Diez”, no município de Santo Antônio do Aventureiro, onde eram realizadas aulas de alfabetização, teologia, cursos diversos e muitas outras ações em favor dos menos ou não favorecidos pela sorte.

Renato estava internado no Hospital Copa Star, da Rede Dor, no Rio de Janeiro, onde foi constatado o COVID-19. Seu corpo foi cremado no mesmo dia de seu óbito, e suas cinzas foram entregues à família.

Veiculado da edição 21096, de 22/04/2020