Antônio Gabriel, pároco de Santo Antônio do Aventureiro, é assassinado

Além Paraíba, Santo Antônio do Aventureiro e Maripá de Minas foram atingidos na manhã desta segunda-feira (18) com uma grande tragédia que ceifou a vida de uma das pessoas mais queridas desses três municípios da Mata Mineira. Foi covardemente assassinado o Padre Antônio Gabriel, atual pároco de Santo Antônio do Aventureiro, 70 anos completados em 21 de março.

Ontem (domingo, 17), Padre Gabriel celebrou missa na Igreja Matriz de Santo Antônio do Aventureiro, depois se dirigiu até o distrito aventureirense de São Domingos, onde fez outra celebração. A seguir, segundo informações, foi para o sítio onde residia, no município de Maripá de Minas. Entretanto por lá não apareceu, sequer deu notícias.

A falta de notícias chamou a atenção das pessoas que trabalhavam e residiam na sua propriedade rural, ainda mais que ele sempre dava notícias para onde ia caso não fosse dormir no sítio. Não sendo encontrado e sequer atendendo o celular, amigos logo deram o alarme de seu desaparecimento, fato que repercutiu por toda a região, até que seu automóvel, um veículo Toyota Étios, cinza escuro, que acabou sendo encontrado em cidade de Pirapetinga, sendo conduzido por um indivíduo que, ao ser interrogado disse que o comprara, mas não sabia o nome de quem o vendera. Com tal informação vaga, o indivíduo acabou sendo de imediato detido e conduzido até a Delegacia Regional de Leopoldina. Com as investigações em andamento, outro suspeito acabou sendo preso em Recreio, também levado para a DP leopoldinense.

Na DP, segundo informações oficiosas, os dois indivíduos acabaram confessando o assassinato do padre, tendo afirmado que o corpo fora atirado á margem da estrada que liga Pirapetinga à Recreio. As autoridades policiais se dirigiram para o local, e até o momento não temos outras informações que serão repassadas tão logo estas cheguem à nossa redação.