Polícia prende os monstros responsáveis pelo assassinato do Padre Gabriel

Alexandre Silva Oliveira, 21 anos, o monstro que tirou a vida do padre Antônio José Gabriel, um cidadão de bem que sempre se preocupou com os desassistidos (FOTO: REDE SOCIAL)

Numa ação que envolveu as polícias militares e civis de Além Paraíba, Santo Antônio do Aventureiro, Pirapetinga e Recreio, o caso do desaparecimento e assassinato do padre Antônio José Gabriel acabou chegando à prisão de dois suspeitos e a localização do corpo da vítima.

Com 72 anos (idade retificada já que na reportagem anterior o site do ALÉM PARAHYBA havia citado erroneamente que seria 70), natural da cidade de Juiz de Fora e proprietário de um sítio no município de Maripá de Minas, onde residia, Antônio José Gabriel era pároco na cidade de Santo Antônio do Aventureiro, onde foi dado como desaparecido e visto pela última vez na tarde do último domingo (17), no distrito aventureirense de São Domingos.

Após intenso rastreamento por toda região, com relatos despropositados e errôneos da rede social que foram literalmente peneirados, o veículo do padre, um Toyota Étios, acabou sendo localizado pela Polícia Militar na cidade de Pirapetinga. Segundo os policiais, o veículo foi encontrado por meio do rastreamento do celular de Antônio Gabriel, que estava de posse com o indivíduo que o conduzia. Abordado, o suspeito acabou sendo preso, isso por ter relatado que havia comprado o automóvel, mas não sabia oferecer detalhes sobre o vendedor. Ao mesmo tempo, na cidade de Recreio, outro suspeito foi localizado e preso. Ambos foram encaminhados para a Delegacia Regional de Polícia Civil de Leopoldina, onde foram interrogados.

Durante o interrogatório, um dos detidos, de nome Alexandre Silva Oliveira, 21 anos, que estava residindo em Pirapetinga, acabou confessando que havia estrangulado e matado o padre, levando todo o seu dinheiro, documentos e pertences da vítima. Parte do dinheiro, afirmou o criminoso, foi gasto na aquisição de drogas, ao mesmo tempo em que deu detalhes sobre a localização do corpo da vítima.

Com dados sobre onde os suspeitos disseram ter largado o corpo, as equipes da Polícia Militar e Civil se deslocaram até o local indicado, uma estrada rural que liga as cidades de Pirapetinga a Recreio, próximo de um local conhecido por Santa Cruz, onde constataram a morte do padre.

EM TEMPO: apesar de inúmeras tentativas, o ALÉM PARAHYBA não conseguiu a identificação do outro detido, nem mesma a confirmação da existência de outros dois envolvidos.