Carta aberta da Associação Comercial e Empresarial de Além Paraíba ao Excelentíssimo Prefeito do Município

Excelentíssimo Sr. Miguel Belmiro de Souza Junior,

Por meio desta carta, que será aberta à toda a população de Além Paraíba, gostaríamos de manifestar nossa insatisfação com o Decreto Municipal 6.545/2021, que entrou em vigor no dia 25 de janeiro e vigorará até o dia 15 de fevereiro, com possível redução ou extensão.

Gostaríamos de deixar claro que sentimos o avanço da doença no Município e lamentamos e tememos a falta de leitos, que pode gerar um colapso na saúde local, mas não temos razões reais, nem provas científicas, para acreditar que as empresas da cidade sejam as disseminadoras da Covid 19, quando se observam aglomerações em bancos e lotéricas (que se mantém com o comércio fechado), além de dezenas e dezenas de festas acontecendo indiscriminadamente por todos os cantos da cidade.

Destacamos que apelamos por continuarmos o funcionamento, mesmo com meia porta aberta, atendendo a um cliente de cada vez, com todas as medidas de segurança e sendo devidamente fiscalizados pelo Poder Público e uns pelos outros, mas podendo efetuar sejam pequenas vendas, seja o recebimento de parcelas, tendo em vista o comércio local trabalhar, quase que 100%, com crediário.

Nosso comércio não vai sobreviver a 15 dias de fechamento total em um momento já tão difícil para a economia. Muito provavelmente, algumas das empresas nem mesmo reabrirão suas portas, após o fim da vigência do Decreto, causando mais desemprego e retrocesso no desenvolvimento.

Por fim, atentamos para o fato de que nosso Hospital teve sua capacidade de atendimento à Covid 19 aumentada baseando-se em nossa população, quando na verdade o mesmo atende às populações de Municípios vizinhos, que PERMANECEM COM O FUNCIONAMENTO NORMAL OU DA FORMA QUE SUGERIMOS de suas empresas.

Sendo assim, não podemos ser vistos como MERCENÁRIOS ou DESUMANOS, quando apenas estamos apelando aos fatos e sugerindo maneiras de manter a saúde de nossa população e a saúde de nossa economia.

Desde já, fica nosso sentimento de tristeza pelo retrocesso e pela situação que nos aguarda, ao fim deste Decreto.

Atenciosamente,

Assina:

Associação Comercial e Empresarial de Além Paraíba