Governo de Minas suspende cirurgias eletivas do SUS em sete regiões do estado

Suspensão vale também para municípios da Grande BH. Medida tem caráter preventivo e foi avaliada após aumento na taxa de ocupação de leitos, que chegou a 70,8% em Minas Gerais.

Ocupação de leitos atingiu 70,8% em Minas Gerais. Na foto, imagem ilustrativa de leitos em hospital de BH. — Foto: Divulgação

As cirurgias previamente agendadas pelos hospitais do SUS foram suspensas pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES). A medida foi publicada no Diário Oficial no sábado (13), atinge sete macrorregionais (veja abaixo), e já está em vigor.

De acordo com a pasta, a decisão tem caráter preventivo e pode ser revista em 15 dias. Há exceção para pacientes cardíacos ou oncológicos com maior gravidade. Essa avaliação fica a cargo do médico especialista, que deve atestar se o atraso na cirurgia apresenta risco de o paciente morrer.

A decisão, segundo a secretaria, está baseada em quatro eixos: cobertura de medicamentos, capacidade de atendimento, incidência e velocidade do avanço da Covid-19. Esses indicadores são reavaliados quinzenalmente.

Até esta segunda-feira (15), a Secretaria de Estado de Saúde apurou que 70,8% dos 4.057 leitos de UTI estão ocupados em Minas. Segundo a pasta, os feriados consecutivos, relaxamento das medidas de proteção, festas de fim de ano e a queda do isolamento são fatores que contribuíram no aumento da ocupação de leitos no estado.

Ocupação de leitos de UTI em MG até 15 de fevereiro de 2021

Centro: 77,64%

Jequitinhonha: 56,06%

Leste do Sul: 73,98%

Noroeste: 71,84%

Triângulo do Norte: 94,09%

Triângulo do Sul: 63,81%

Vale do Aço: 61,40%

Cidades nas macrorregiões de Saúde em MG

Centro: Belo Horizonte, Nova Lima, Caeté, Betim, Curvelo, Contagem, Guanhães, Itabira, João Monlevade, Ouro Preto, Sete Lagoas e Vespasiano.

Jequitinhonha: Diamantina, Serro, Minas Novas, Turmalina, Capelinha e Araçuaí.

Leste do Sul: Ponte Nova, Manhuaçu 3 e Viçosa.

Noroeste: Patos de Minas, São Gotardo, João Pinheiro e Unaí.

Triângulo do Norte: Uberlândia, Araguari, Ituiutaba, Patrocínio e Monte Carmelo.

Triângulo do Sul: Uberaba, Araxá, Frutal e Iturama.

Vale do Aço: Ipatinga, Cel. Fabriciano, Timóteo e Caratinga.

Fonte: Por Guilherme Pimenta, G1 Minas — Belo Horizonte