Romeu Zema lança ações voltadas às micro e pequenas empresas mineiras

Estado terá parceria com Sebrae para capacitação de cerca de 6 mil empresas.

Belo_Horizonte 25 de Fevereiro de 2021 O Governador de Minas Gerais Romeu Zema participa do lançamento do programa Sebrae Tech Foto: Pedro Gontijo / Imprensa MG

O governador Romeu Zema lançou ontem (quinta-feira / 25), na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, duas ações voltadas às micro e pequenas empresas mineiras, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede). Zema destacou que as iniciativas fazem parte do esforço para atrair mais investimentos para Minas Gerais.

A primeira delas é um decreto de reformulação da política de Arranjos Produtivos Locais (APLs) do estado – grupos de empresas que atuam em um mesmo território com foco nos mesmos produtos e que cooperam entre si. O objetivo é movimentar o desenvolvimento regional e reforçar políticas públicas específicas aos 50 APLs atuantes hoje em Minas Gerais e aos que ainda poderão ser reconhecidos. Os 50 Arranjos Produtivos Locais de Minas estão em 257 municípios, abrangem 34 mil empresas e geram cerca de 153 mil empregos.

A reformulação idealizada pela Sede pretende classificar de quatro diferentes maneiras os atuais arranjos produtivos formalizados pelo Estado: pleno, consolidado, em consolidação e provisório. De acordo com o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, o objetivo é organizar o movimento e facilitar a conexão entre as empresas.

Também foi lançada parceria do Governo do Estado com o Sebrae Minas, por meio do Sebraetec, para capacitar e ajudar cerca de 6 mil pequenos e médios empresários a alavancar suas atividades em 400 cidades do Estado até 2022 por meio de consultorias. Serão investidos R$ 25 milhões.

O Sebrae Minas e o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), farão parceria para a realização do Sebraetec, programa que facilita o acesso dos pequenos negócios a consultorias tecnológicas para inovação, visando a melhoria de processos, produtos ou serviços.

Neste ano, serão investidos R$ 25 milhões em projetos de inovação, sendo R$ 20 milhões aportados pelo Sebrae e pela Codemge, em partes iguais, e R$ 5 milhões estimados como contrapartida dos empreendedores.

Fonte: Agência Minas | Foto: Pedro Gontijo – Imprensa MG