Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (COMPAC) de Santo Antônio do Aventureiro realizou sua 1ª Reunião Ordinária

Evento realizado na sede da Secretaria Municipal da Educação e Cultura contou com a apresentação dos novos membros nomeados e dos novos projetos iniciados em 2021.

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Santo Antônio do Aventureiro realizou ontem (quinta-feira/11), a primeira reunião ordinária do Conselho Municipal do Patrimônio Cultural (COMPAC), ocasião em que foram apresentados os membros nomeados para o biênio 2021/2023, após as respectivas indicações através da Portaria nº 33/2021.

Os membros do Conselho são: Titulares – Clóvis Eduardo Schettino, Débora Lamin Garcia, Afonso Pires Cavalheiro, Cristiane Lamin Garcia Caçador, Guilherme Madeira Sydio, Selma Eliane de Souza Ferreira, Fabrício Martins Madeira e Marcela Pires Rezende de Almeira; Suplentes – Elma Aparecida Ribeiro ferreira, Márcia Constança Gavioli, Ailton José Oliveira Sabino, Antônio Carlos Rezende, Otávio Evangelista Ribeiro Filho, Arlete Aparecida Bastos Regázio, Bruno Riberto Vitral e Alexsandra Rezende Gomes.

A presidente do órgão, também titular da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Débora Lamim Garcia, ainda apresentou aos presentes os projetos iniciados no ano de 2021 (Projeto “Amigo do livro”, Projeto “Informação e Cultura através da Leitura” e o Projeto “Lindo de se Ver e Bonito de se Ouvir”).

Sobre os Projetos

AMIGO DO LIVRO: O projeto denominado “Amigo do livro” tem por objetivo revitalizar as bibliotecas das escolas municipais, proporcionando aos estudantes um ambiente estimulante à leitura.

Justifica-se a partir dos diagnósticos pedagógicos que constatam que o contínuo contato com os livros e a leitura contribui com a formulação e organização do pensamento, o que possibilita ao leitor desenvolver criticidade e criatividade quanto à possibilidade de considerar diferentes aspectos em um mesmo assunto, descobrindo, transformando e criando um mundo novo.

Este projeto parte da necessidade do incentivo à cultura literária na comunidade, enfatizando assim a importância da leitura para a aquisição do conhecimento e o aprimoramento intelectual que estimula a criatividade e a autonomia para a formação de uma sociedade crítica e ética. A culminância do projeto acontecerá mediante evento público na escola, com apresentações de peças teatrais que contarão com a presença de escritores, biblioteconomistas, pedagogos regionais e membros da sociedade civil apoiadores o projeto.

INFORMAÇÃO E CULTURA ATRAVÉS DA LEITURA: O Projeto “Informação e Cultura através da Leitura” tem por objetivo revitalizar a “Biblioteca Municipal D. Cecília Santos”, instalada no prédio de funcionamento da atual Secretaria Municipal de Educação e Cultura, localizado à Rua Carlos Torres, nº 45, Centro, município de Santo Antônio do Aventureiro. Objetiva-se também promover oficinas de leitura em parceria com a rede municipal de ensino para contribuir com o aprimoramento cultural, técnico e intelectual dos alunos e dos demais membros da comunidade, através de condições para a fruição da criação literária, científica e artística e para o estímulo do espírito crítico-reflexivo.

A partir de uma consideração da UNESCO, no Manifesto sobre Bibliotecas Públicas, de 1994 – onde é salientado que “a biblioteca pública é o centro local de informação, tornando prontamente acessíveis aos seus utilizadores o conhecimento e a informação de todos os gêneros”, o projeto considera importante destacar a biblioteca como um fenômeno histórico em permanente influência com o meio ambiente a partir da promoção do idioma nacional e a indústria editorial; conservação do acervo da inteligência e da história do município e região; prestação de serviços de informação turística aos cidadãos; disponibilização de publicações oficiais para informar os cidadãos sobre sua participação em políticas públicas; livros e outros materiais para os estudantes, incluindo a realização de “Oficina de Leitura” com os alunos matriculados nos anos iniciais do Ensino Fundamental da rede municipal de educação a partir da regência de profissional da educação habilitado. A culminância, como no projeto anterior, acontecerá mediante evento público que contará com a presença de escritores, biblioteconomista e pedagogos regionais e membros da sociedade civil que apoiam o projeto e receberão a devida menção honrosa.

LINDO DE SE VER E BONITO DE SE OUVIR: Já o Projeto “Lindo de se ver e bonito de se ouvir” tem por pretensão valorizar as características culturais rurais do município de Santo Antônio do Aventureiro através dos bens materiais e imateriais.

Seu objetivo é despertar o prazer em pertencer ao meio social em que se convive, estimular o conhecimento histórico do contexto social, incentivar a criatividade e a valorização do patrimônio cultural local, fortalecendo os aspectos e a identidade pessoal e social do indivíduo.

Através do projeto também se pretende proporcionar o conhecimento e o reconhecimento da identidade cultural da comunidade, já que a cultura sempre interfere na auto-estima de maneira surpreendente, atribuindo valor, disciplina, motivação e trazendo para a sociedade conhecimento e riqueza.

O projeto justifica-se na certeza de que a valorização do patrimônio cultural, incluindo todos os bens materiais ou imateriais que formam a identidade de um povo, ajudando a contar a sua história, o que é primordial para o desenvolvimento pessoal e social do homem.

Através da realização de eventos culturais, certamente será possível proporcionar o conhecimento a partir de atividades prazerosas que venham a se tornar parte da vida e do cotidiano da população, até mesmo estimular o acesso a novas tradições e ideologias, restaurando assim identidades e desenvolvendo a criticidade necessária para a transformação social.

O projeto estrutura-se no levantamento e registro, por imagens e textos, das características históricas e culturais rurais do município de Santo Antônio do Aventureiro a partir da sua arquitetura, culinária local, festividades entre outras manifestações; exposição virtual dos registros através de mídias sociais; eleição, a partir da opinião pública, das melhores imagens registradas e divulgadas para a produção física de molduras, e representações em grafite para exposição em evento específico a ser realizado na Biblioteca Municipal “Dona Cecília Santos”. A culminância contará com a realização de evento público a partir de festival de “Violas”, exposição e comércio das comidas típicas locais e das molduras produzidas.

Fonte e fotos: Ascom Secretaria Municipal da Educação e Cultura