Além Paraíba está no terceiro dia de lockdown após entrar na Onda Roxa

Comércio está fechado, inclusive agências bancárias e lojas lotéricas, o que gerou reclamações de parte da população.

Além Paraíba amanheceu nesta terça-feira, 16 de março, no terceiro dia de lockdown, após o governo de Minas ter inserido aquele município na Onda Roxa do Programa Minas Consciente. No sábado, 13, o prefeito Miguel Belmiro Júnior assinou o decreto com validade de sete dias, regulamentando a nova situação do município frente a pandemia.

Ontem (segunda-fgeira / 15), o decreto foi cumprido, com os estabelecimentos comerciais fechados, dentre eles supermercados e similares, farmácias e drogarias, academias de ginástica, bares, restaurantes, lanchonetes, lojas de produtos veterinários, igrejas, clubes de lazer, dentre outros. O serviço de delivery funcionou com várias reclamações. Os bancos, casas lotéricas e correspondentes bancários ficaram fechados, o que também gerou uma série de reclamações por parte da população. Apenas os caixas eletrônicos funcionam. A restrição de pessoas e veículos nas vias públicas sem motivo previsto no Decreto é ser alvo de abordagem e fiscalização. Está proibido o trânsito de pessoas das 22h às 5h.

A lista de proibições continua com a proibição das atividades socioeconômicas entre 22h e 5h, ressalvadas as relacionadas à saúde, segurança e assistência e ainda:

– circulação de pessoas sem o uso de máscara de proteção, em qualquer espaço público ou de uso coletivo, ainda que privado;

– circulação de pessoas com sintomas gripais, exceto para a realização ou acompanhamento de consultas ou realização de exames médico-hospitalares;

– realização de visitas sociais e entre familiares, salvo em caso de assistência;

– realização de eventos e reuniões de qualquer natureza, de caráter público ou privado, incluídas excursões, cursos presenciais e locação ou empréstimo de sítios, chácaras e similares para reuniões e eventos.

– utilizar praças e equipamentos públicos e privados em geral, quadras e centros poliesportivos, assim como campos de futebol que são utilizados para a prática esportiva e/ou desportiva, independentemente do número de pessoas;

– Uso e consumo de bebida alcoólica nas calçadas, praças e vias públicas, bem como a aglomeração de pessoas.

Veja o que está permitido

– fabricação, montagem e distribuição de materiais clínicos e hospitalares;

– produção, distribuição e comercialização de combustíveis e derivados;

– distribuidoras de gás;

– oficinas mecânicas e borracharias, transporte e entrega de cargas em geral;

– hospital, clínicas de saúde, laboratório de analises clinicas, consultório médico e odontológico;

– emissoras de rádios e jornais;

– escritórios contábeis e de advocacia;

– vigilância e segurança privada;

– hotéis, com o limite de 50% de ocupação.

Enquanto o decreto estiver em vigor, a municipalidade alemparaibana vai fiscalizar o seu cumprimento podendo aplicar multas de acordo com o Código Sanitário e de Posturas, realizar interdições por até 30 dias de estabelecimentos que venham a desobedecer o Decreto ou até mesmo promover ação administrativa para cassação de Alvará de localização e funcionamento.

Fonte: Com algumas informações da Ascom PMAP