Associação Comercial e Empresarial de Além Paraíba (ACEAP) realizou Assembleia Geral Extraordinária online

Na manhã de 19 de março, a ACEAP – Associação Comercial e Empresarial de Além Paraíba – realizou Assembleia Geral Extraordinária online, visando ouvir seus associados e encontrar propostas e alternativas ao Lockdown decretado pelo Governo Municipal, devido ao colapso no Hospital São Salvador e hospitais da micro-região, com o crescente número de infecções pela Covid-19.

O Vice Presidente da ACE, Sávio Ferraz, deu as boas vindas aos presentes e a Gerente Executiva, Alina Gomes, expôs a situação, abrindo a palavra aos associados.

Em sua fala, Alina explicou que a ACEAP não tem representatividade jurídica para agir, tendo uma função representativa da classe empresarial e que, como tal, vem agindo, juntamente com a FEDERAMINAS, em busca de alternativas possíveis à situação. Ela ressaltou que não cabe à instituição abrir ou fechar empresas, mas intervir junto ao Governo Municipal com sugestões e reivindicações dos empresários associados.

Com a palavra, os associados presentes mostraram sua preocupação com a situação econômica e empregos no Município, mas em sua maioria se mostraram em consonância com a necessidade do Lockdown. O fechamento dos serviços essenciais foi questionado e, ao mesmo tempo, acabou em consenso de que os não essenciais vêm pagando o preço há mais tempo e de que existe uma necessidade de cada um ceder um pouco, nesse momento. Sendo assim, os empresários apresentaram proposituras ao Governo Municipal, com o objetivo de minimizar as perdas.

Um documento está sendo preparado com todos os argumentos discutidos e este será entregue ao Poder Público. Entre as reivindicações estão: isenções totais de impostos e/ou indenização ao empresariado, com utilização de recursos Municipais disponíveis para justificar a isenção dos tributos, que não pode ser feita sem compensação da perda de receita (o que será juridicamente apurado pela ACE, antes de constar em documento); retirada de produtos em drive thru (o que já foi autorizado no novo decreto); investimento em aumento de leitos e melhor explicação técnica do que vem ocorrendo e do que foi feito, no ponto de vista da saúde, para minimizar o colapso; autuação de cidadãos, que desrespeitem o lockdown, via CPF (com fiscalização maior à população e às aglomerações particulares e não somente ao comércio); a formação de um comitê múltiplo de combate à pandemia, com participação de Ministério Público, Secretaria de Saúde, sanitaristas, Polícia Militar, Hospital São Salvador e afins, com maior participação da representação empresarial – ACEAP e uma comunicação institucional mais efetiva e próxima do Poder Público, tanto com o empresariado quanto da população, evitando a desinformação vigente.

A ACEAP protocolará o documento tão logo esteja pronto e aprovado pelos presentes na Assembleia Geral Extraordinária.

Fonte e imagem: Amanda Silveira – Ascom ACEAP