GOIABAL NOVAMENTE É PALCO DE VIOLÊNCIA

“Quando não vai de corona, vai no tiro”, afirmou um morador em rede social ao comentar o assassinato.

Mais um ato de violência foi registrado ontem (domingo / 28), no bairro Goiabal. Deu entrada no Hospital São Salvador, com várias perfurações causadas por disparos de arma de fogo, um jovem identificado como João Pedro, aparentando 20/21 anos de idade.

Informações de populares, que pedem sigilo na identificação de seus nomes, dizem que o jovem se encontrava em via pública quando dois veículos, de cor preta, passaram e os indivíduos que estava no seu interior fizeram vários disparos com arma de fogo. João Pedro teria sido atingido por pelo menos cinco disparos.

Acionada, a Polícia Militar esteve no local para registrar o ocorrido e deu início a um rastreamento pelas imediações do local do assassinato, bem como procurou ouvir possíveis testemunhas. Segundo informações oficiosas, o assunto virou tabu entre os moradores.

Tão logo a notícia se espalhou em rede social, facebook e outros aplicativos, vários comentários foram registrados. Um morador, por exemplo, ao comentar o crime afirmou que “quando não vai de corona, vai no tiro”, o que vem mostrar o tamanho da violência naquele bairro alemparaibano.

Outro comentário, este no facebook, veio de um alemparaibano residente no Rio de Janeiro, conhecedor das coisas que vem ocorrendo na cidade, que afirmou não entender o motivo de até hoje não existir um posto permanentes da Polícia Militar no Goiabal. Sobre tal comentário ficam com a palavra as autoridades alemparaibanas – Executivo, Legislativo, Ministério Público, Judiciário, Polícia Militar e Polícia Civil.

Ainda no facebook foi registrado um recado atribuído à um grupo denominado TPC, que faz ameaças de morte com citações de nomes (imagem ao final da reportAgem).