Para sua reflexão

Editorial

Por Flávio Senra (*)

A falta de bom senso é a principal causa do caos no Brasil nesse momento de pandemia. (Foto: Reprodução)

Temos 209,5 milhões de pessoas vivendo no Brasil.

Até 31 de março último, 331 mil pessoas, 0,158%, morreram de Covid em um ano de pandemia. 209.500.000 x 0.158% = 331.010

Estão transformando o Brasil em um caos, roubando direitos básicos, por um vírus que até então matou bem menos de 0,2% da nossa população. Quantos morreram de dengue? De infarto? De câncer? De acidentes nas estradas? Eu não sei dizer, e acho que nem as autoridades sabem.

De 209,5 milhões de habitantes no país, em um ano, 6,3% da população pegou o Covid – 13 milhões. E dessas 13 milhões de pessoas que contraíram o vírus chinês, 90% curaram o vírus – 11,7 milhões.

Em contra partida, temos 13,9% de pessoas desempregadas, são mais de 13milhões de pessoas sem sustento, passando fome, acumulando dívidas.

Justifica travar toda a economia? Tirar o direito básico de ir e vir, do lazer, do trabalho, da educação, da dignidade?

Brasil, o país de tolos manipuláveis e covardes.

Esse é um dos motivos de discordar quanto falam que o interesse público está acima do individual. Quando as autoridades consultaram a população sobre Lockdown, restrição ao trabalho, direito de ir e vir, etc. Ou seja, um grupo de governantes, aliados ao STF que de Medicina e Economia nada entende, estão governando o país, e pior, dizendo que estão fazendo isso em prol do interesse coletivo da maioria.

Você acredita nisso? Eu, por exemplo, acredito em Papai Noel, Saci Pererê, Mula sem Cabeça, Boitatá, Coelhinho da Páscoa e outras bizarrices existentes no Brasil, como a maioria da classe política existente no país.

(*) Flávio Senra é o editor do Jornal Além Parahyba desde junho de 1993.