Escolas estaduais mineiras abrem vagas para a Educação de Jovens e Adultos (EJA)

Em todo o estado, 1.488 escolas disponibilizam modalidade de ensino.

Jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de concluir os estudos no tempo certo e pretendem voltar a estudar podem se inscrever, até o próximo dia 3, em uma das 1.488 escolas da rede estadual de ensino que disponibilizam a Educação de Jovens e Adultos (EJA). Interessados devem entrar em contato com uma das unidades de ensino que oferecem a modalidade.

Na EJA, o estudante conclui o ensino fundamental em dois anos e o ensino médio em um ano e meio. Para participar da modalidade de ensino é necessário ter completado 15 anos para ingressar no ensino fundamental anos finais, e 18 anos para ingressar no ensino médio, até a data de início do semestre letivo.

As aulas terão início dia 3 de agosto e serão ministradas inicialmente de forma remota, por meio do Regime de Estudo não Presencial, implementado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) durante a pandemia de covid-19.

EJA Novos Rumos

Desde o ano passado, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) está trabalhando para reformular a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e fazer com que a modalidade de ensino seja mais focada nas realidades dos estudantes que desejam concluir a formação em um tempo mais curto.

O conjunto de ações voltadas para o aperfeiçoamento da proposta é chamado de EJA Novos Rumos e já tem mostrado resultados positivos. Entre as ações realizadas na EJA Novos Rumos está, por exemplo, a formação dos professores.

Qualificação

Outra ação importante para o fortalecimento da modalidade é que os estudantes da EJA Novos Rumos têm prioridade na participação em cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), que serão disponibilizados pela SEE/MG a partir do segundo semestre deste ano.

O curso FIC tem a finalidade de capacitar, aperfeiçoar e atualizar o estudante que deseja entrar ou retornar ao mundo do trabalho de maneira rápida e eficiente.

Fonte: Agência Minas / Site Marcelo Lopes / Foto: Sesi-MT