Operação Zona da Mata desarticula organização criminosa

Bando era especializado no tráfico de drogas, armas e lavagem de dinheiro.

O Ministério Público de Minas Gerais e a Polícia Civil de Minas Gerais realizaram na sexta-feira, 20 de agosto, operação para desarticular uma das maiores organizações criminosas especializada em tráfico de drogas, tráfico de armas, homicídios e lavagem de capitais com área de atuação na Zona da Mata mineira.

A operação foi deflagrada na cidade de Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, e culminou com a prisão de um dos maiores criminosos da Zona da Mata e outros dois comparsas, sendo um de ascendência colombiana.

O chefe da organização criminosa possui um extenso histórico criminal, incluindo crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico de drogas, homicídio, porte e posse irregular de arma de fogo, ameaça, desobediência e desacato. Havia contra ele dois mandados de prisão em aberto expedidos pela Justiça mineira.

Na ação policial, os policiais encerraram as atividades de um laboratório de refino e desdobramento de cocaína. Foram apreendidos diversos itens para o preparo da droga, tais como balança, prensa, agentes químicos, considerável quantidade de substância entorpecente, uma arma de fogo calibre 38 e um veículo HRV. Um colombiano atuava como químico responsável pela produção da droga. Ele havia sido contratado pelos traficantes mineiros que, por sua vez, eram responsáveis pela distribuição em larga escala de cocaína para várias cidades da Zona da Mata.

A operação contou com a participação de equipes dos Gaecos BH, Juiz de Fora, Visconde do Rio Branco e Rio de Janeiro, além de policiais civis de Belo Horizonte, de Juiz de Fora e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

Texto e fotos: Assessoria de Comunicação do MPMG