Polívia Civil continua investigando o desaparecimento de morador do bairro Terra do Santo

Inquérito Policial está sob segredo de Justiça. Existe uma pessoa detida temporariamente.

Renato de Oliveira da Silva, desaparecido desde o dia 17 de agosto), suspeito de ter sido mais uma vítima de assassinato no bairro Terra do Santo. (Foto: Rede Social)

Familiares de Renato de Oliveira Silva, desaparecido desde o dia 17 de agosto, continuam na expectativa de notícias sobre onde ele estaria e o que ocorreu. As especulações são inúmeras, inclusive vários foram os relatos de que havia ele teria sido assassinado.

Em contato com as autoridades policiais civis de Além Paraíba na manhã de hoje, quarta-feira, 25 de agosto, o ALÉM PARAHYBA foi informado que as investigações continuam, foram descobertas algumas situações, foi decretado Segredo de Justiça do Inquérito Policial e existe uma pessoa detida temporariamente. “As investigações estão avançando e várias diligências estão sendo realizadas. Esperamos elucidar o desaparecimento o mais breve possível”, informou o delegado Dr. Thiago Carvalho Couri.

O desaparecimento de Renato

Na noite do dia 17 de agosto, moradores do bairro Terra do Santo ficaram sobressaltados com vários disparos. A Polícia Militar foi acionada e ao chegar ao local foi constatado a existência de manchas de sangue no chão, porém não foi encontrado um corpo. Segundo moradores próximos da residência da possível vítima, esta seria Renato de Oliveira da Silva, popularmente conhecido por “Negão”. Familiares emitiram notas em Rede Social, e até mesmo em emissoras de TV da região o fato foi relatado.

“Negão” pode ser a 12ª vítima de assassinato em AP em 16 meses

Caso seja confirmado o assassinato do residente no bairro Terra do Santo, que se pressupõe ter ocorrido na noite do dia 17 de agosto, o registro desse tipo de crime em terras alemparaibanas, num período de menos de um ano e meio (16 meses), chega a 12, sendo oito neste ano de 2021.

A situação é bastante caótica e a cidade nunca se viu tão desprotegida diante tantos assassinatos. A sensação de insegurança e medo virou rotina junto a população, principalmente os residentes nos bairros limítrofes da cidade. Ressalta-se, também, junto aos moradores desses bairros todo e qualquer assunto relacionado aos vários assassinatos ocorridos viraram tabu, ou seja, ninguém quer se pronunciar devido retaliações que possam surgir futuramente.

Confiram, abaixo, os nomes das vítimas fatais dos crimes que têm abalado Além Paraíba nos últimos meses, nela incluído o nome do residente do bairro Terra do Santo que teria sido alvejado e encontra-se desaparecido até o dia de hoje:

·         Geison Benedito Libânio, 22 anos, 10 de março de 2020, bairro Matadouro;

·         Bruno Teodoro Rosa (“Dirréia”), 27 anos – 21 de junho de 2020, bairro Goiabal;

·         José Matias Soares, 71 anos – 12 de setembro 2020, bairro Goiabal;

·         Mateus Teodoro Rosa Soares, 20 anos – 12 de setembro 2020, bairro Goiabal;

·         Luciano Rodrigues de Freitas – 10 de março, no bairro Goiabal;

·         Paulizim – 18 de março, na localidade de Angustura;

·         João Pedro Fernandes, 21 anos – 28 de março de 2020;

·         Guilherme José da Silva – 30 de maio, em São José;

·         Ítalo Rodrigues (“Tulu”), 17 anos– 20 de junho, proximidades da Terra do Santo;

·         Victor Rodrigues (“Zaqueu”), 25 anos – 20 de junho, proximidades da Terra do Santo;

·         Rodrigo Rezende, 33 anos – 03 de julho, Rua Carolina Maria, na Vila Caxias.

·         Renato de Oliveira da Silva (Negão) – 17 de agosto, no bairro Terra do Santo (desaparecido)