Governo de Minas pagou rateio extraordinário dos recursos do Fundeb ontem, quinta-feira (20)

Profissionais que atuaram nas escolas estaduais em 2021 têm direito a receber.

Sala de aula (Foto: Pixabay)

O Governo de Minas efetuou o pagamento, ontem (quinta-feira / 20), do rateio extraordinário dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Ao todo, foram distribuídos R$ 539 milhões entre os servidores da educação que atuaram nas escolas da rede estadual durante o ano de 2021.

A verba foi dividida entre servidores efetivos, contratados e convocados, o que significa 226 mil cargos. Cada profissional recebeu um valor proporcional aos meses trabalhados. “Dessa forma se estabelece uma divisão justa, que contemple variáveis como o tempo de vínculo profissional com a Secretaria de Estado de Educação e também a carga horária trabalhada pelo servidor”, informou o governo de Minas em nota.

O crédito foi feito de forma automática para os profissionais que optaram por receber o salário pelo banco Itaú ou via portabilidade salarial. Os que encerraram o vínculo com o Estado antes do término do ano letivo/2021, mas mantém a conta do Banco do Brasil em que recebiam, tiveram o valor creditado nela.

Se essa conta tiver sido encerrada, será preciso ir a uma das agências do banco Itaú para fazer a abertura de uma conta. Depois, informar à Superintendência Regional de Ensino os dados bancários para o recebimento.

“A divisão dos recursos do Fundeb tem como um dos principais critérios a valorização e o reconhecimento dos profissionais das escolas que conquistaram o Prêmio Escola Transformação. Os servidores das escolas que tiveram o desempenho reconhecido pelo Prêmio terão direito a uma parcela maior”, informou o governo de Minas. Foram reservados 10% do saldo do Fundeb – cerca de R$ 50 milhões – para essas instituições.

Fonte: O Tempo