Pão e macarrão ficarão mais caros nos próximos dias

Medicamentos também devem aumentar a partir de abril.

Devido o conflito envolvendo a Rússia e a Ucrânia, a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi) confirmou, por meio de nota, que os preços dos produtos devem subir nas próximas semanas, sem previsão de data e de quanto que será o aumento. Segundo a nota. O aumento é em decorrência da guerra entre Rússia e Ucrânia, isto porque os embarques dos dois países, que respondem por 30% das exportações mundiais de trigo, estão suspensos.

De acordo com a entidade, o Brasil produz menos da metade do trigo consumido e precisa importar grandes quantidades do grão de países do Mercosul, sobretudo da Argentina, do Canadá e dos Estados Unidos.

Medicamentos também devem aumentar a partir de abril

Os preços dos medicamentos também devem ficar mais caros a partir do próximo mês: dia 1º de abril é quando entra em vigor, usualmente, a autorização para reajuste dos remédios pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), órgão vinculado à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com a CMED, o percentual para o reajuste e a data da divulgação do aumento ainda não foram publicados. No entanto, um relatório feito por analistas do Banco Citi aponta que a alta deve ficar em torno de 10%. Ou seja, próxima à inflação registrada no ano passado pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 10,06%.

Fonte: IstoÉ Economia