domingo, junho 23, 2024
BRASIL E MUNDODESTAQUENOTÍCIAS

Anatel divulga edital de concurso público

Serão 50 vagas para provimento imediato e salário inicial de R$ 16,4 mil.

Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou na sexta-feira, 19 de janeiro, o Edital do concurso público que realizará, neste ano, para provimento de vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Telecomunicações. Serão 50 vagas para provimento imediato, com salário inicial de R$ 16,4mil. Os novos servidores serão lotados na sede da Anatel, em Brasília/DF.

Segundo o presidente da Agência, Carlos Baigorri, “a seleção de profissionais para integrar o corpo de servidores é um importante passo na adequação da Anatel aos novos desafios da economia digital. Buscamos pessoas que tenham uma visão ampla e que contribuam ativamente no processo de transformação digital promovido pela Agência.”

O concurso será promovido pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) e está estruturado em duas etapas: a primeira compreende provas objetivas e discursiva, além de avaliação de títulos; e a segunda fase é o curso de formação.

Há vagas para seis especialidades:

·         Ciências Contábeis – 3 vagas

·         Ciência de Dados – 15 vagas

·         Direito – 8 vagas

·         Economia – 4 vagas

·         Engenharia – 10 vagas

·         Geral – 10 vagas

Conforme o Edital, as inscrições para o concurso serão realizadas via internet, pelo endereço http://www.cebraspe.org.br/concursos/anatel_24, entre os dias 26 de janeiro e 26 de fevereiro. A previsão é que as provas objetivas e discursiva sejam realizadas no dia 26 de maio.

Esse será o primeiro concurso para a Agência desde 2014.

Com sede em Brasília e representações em todas as capitais brasileiras, a Anatel foi a primeira agência reguladora instalada no Brasil, em 1997, e tem entre suas atribuições a implementação de políticas públicas de telecomunicações; a representação do Brasil em organismos internacionais setoriais; e a repressão a infrações aos direitos dos usuários.

Fonte e foto: Anatel