terça-feira, abril 23, 2024
DESTAQUENOTÍCIASREGIÃO

Ex-sargento da Polícia Militar é condenado a mais de 20 anos de prisão em Muriaé

Ele matou a prima manicure para receber um seguro milionário.

Foi condenado a 21 anos de prisão o ex-sargento da Polícia Militar Ralf de Andrade Maciel, acusado de matar a prima manicure para receber o seguro de vida que soma mais de R$ 15 milhões em nome dela. A vítima foi morta com cinco tiros no dia 1º de junho de 2021, dentro de um salão de beleza, em Muriaé.

Ralf está preso há três anos, sendo seis meses no presídio de Uberlândia. Conforme a decisão da juíza Michelle Felipe Camarinha de Almeida, o cumprimento inicial da pena será em regime fechado. Ele foi condenado pelos seguintes crimes:

·         homicídio

·         estelionato

·         tentativa de estelionato

·         fraude processual

·         corrupção ativa

Ainda segundo a sentença, o crime foi praticado de maneira que dificultou a defesa de Nayara Andrade, uma vez que ela foi induzida a ir até o local por um falso agendamento. E em seguida, foi atacada de surpresa pelos disparos de arma de fogo, quando estava sentada.

De acordo com a sentença, o crime passa do limite penal, porque o réu e vítima eram primos, filhos de duas irmãs, o que ocasionou abalo no meio familiar. Nayara era filha única e mãe de uma adolescente.

A defesa de Ralf, composta pelos advogados Jean de Menezes Severo Silva, Marcos Vinicius da Silva Paladini, Lucas Napier Porcaro, Cinthia Souza e Paulo Ferreira da Silva Junior, afirmou ao g1 que “respeita a decisão do corpo de jurados, entretanto, vai recorrer da decisão”.

Fonte: g1 Zona da Mata / Foto: Silvan Alves – Muriaé