sexta-feira, junho 21, 2024
DESTAQUENOTÍCIASREGIÃO

Dia Internacional da Mulher: a celebração de uma luta ininterrupta

Energisa tem compromisso com a equidade de gênero, e um dos objetivos é aumentar a presença das mulheres nos cargos técnicos e de liderança.

O setor elétrico é tradicionalmente associado a trabalhos exercidos majoritariamente por homens. Ao longo dos anos, a Energisa vem criando oportunidades e políticas de treinamento específicas para contar cada vez mais com a presença feminina em todos os setores da empresa.

Hoje, o Grupo conta 3.234 mulheres em seu time, o que representa 19,3% do total de colaboradores, sendo 271 (21,5%) em cargos de liderança e centenas em atividades tradicionalmente consideradas masculinas, como eletricistas de distribuição, eletricistas de linhas de transmissão, técnicas de manutenção e líderes de equipes.

Para marcar a data de hoje, ouvimos histórias de mulheres que se superaram, correram atrás de seus sonhos, lutaram contra preconceitos e, hoje, desempenham papéis fundamentais dentro da empresa. Um jeito de reafirmar o compromisso do Grupo com a força feminina, inspirar e incentivar outras colaboradoras a seguirem perseverando em seus propósitos de carreira.

Ser mulher e coordenar equipes formadas majoritariamente por homens é quebrar barreiras e preconceitos. Mariana Sacramento, da Energia Minas Rio,  realiza essas funções com leveza e extrema competência. Coordenadora de Manutenção de Subestações de Linhas de Alta Tensão, ela é uma potência que inspira. Em 2022, na contingência em Muriaé, coordenou uma equipe de 40 profissionais e colaborou na reconstrução de três torres no município. Recentemente, Mariana liderou um time de aproximadamente 100 homens para colocar em funcionamento a Subestação Pirapetinga II, Barra do Braúna II e as linhas de distribuição de alta tensão.

“Encaro meu papel com muita naturalidade. Apesar de entender que ainda há mais homens que mulheres neste tipo de posição, sempre soube que as mulheres são capazes. Recebi todo apoio aqui na Energisa para evoluir e desempenhar esse papel. Acredito que o meu exemplo aqui é uma prova da nossa capacidade. E também serve de incentivo para que outras mulheres acreditem nos seus potenciais. Existe espaço e vou adorar dividir experiência e uma jornada de trabalho com mulheres cada vez mais talentosas aqui na Energisa.”

Marinalva Leal de Aguiar, supervisora de Campo, de Além Paraíba, também é uma potência. Com 13 anos de empresa, atualmente ela coordena uma equipe de 21 eletricistas. É a primeira supervisora de campo da distribuidora. E com toda sua competência, ela mostra que “podemos estar onde quisermos. Trabalho com paixão, dedicação, responsabilidade e segurança, inclusive pela vida de outras pessoas. E em uma empresa que respeita e reconhece os profissionais, independente do gênero. Nós mulheres somos frágeis, mas fortes e corajosas, que lutam diariamente pela igualdade sem deixar nos abater”.

 Fonte: Gerência de Comunicação Energisa Minas Rio