sábado, maio 25, 2024
DESTAQUENOTÍCIASREGIÃO

Oitavo da lista dos criminosos mais procurados de Minas Gerais é preso

Eberton Morais, conhecido como Chabalá, foi encontrado no interior de São Paulo

O oitavo integrante da lista dos criminosos mais procurados de Minas Gerais foi preso no interior de São Paulo na quarta-feira (24/4).

Eberton Sales Morais, também conhecido como Chabalá, estava escondido na zona rural de São José dos Campos e utilizava nome falso. Ele foi detido pela equipe da Polícia Civil de Três Corações.

Com isso, a efetividade desta edição do programa Procura-se supera os 66%, com oito dos 12 alvos listados na última lista, lançada em agosto, tirados de circulação.

A atual edição do Procura-se está focada na prisão de homens com mandados de prisão em aberto e com uma ficha criminal que contém práticas reiteradas de crimes. As condenações dos 12 alvos somam 400 anos de prisão.

Eberton possuía três mandados de prisão por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Ele foi alvo, em 2019, da Operação Hefesto, da Polícia Civil de Minas, uma das maiores ações de repressão ao crime organizado no estado, e que teve como objetivo a desarticulação de redes criminosas de uma facção.

Procura-se

Nesta edição, oito dos 12 alvos já foram encontrados. Wesley Militão foi preso em Cabo Frio; Gilcimar da Silva, localizado em São Paulo; Felipe Augusto Rodrigues Silva, preso no Rio de Janeiro; David Benedito dos Santos Neto, morto após confronto com traficantes, também no Rio; Roberto Carlos Paranhos, morto em confronto policial; Jackson da Conceição da Silva, preso em Belo Horizonte; Eduardo Lourenço, preso no Complexo da Maré e, agora, Eberton Moraes, no interior de São Paulo.

Vale ressaltar que nas cinco edições anteriores do Procura-se – em 2011 (duas listas), 2012, 2017 e 2021 – foram presos 51 dos 62 alvos lançados. Já no somatório geral de todas as seis listas, dos 74 criminosos divulgados, 59 foram localizados até o momento, o que representa 79% de efetividade do programa.

O Procura-se é coordenado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em parceria com a Polícia Civil, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros Militar (CBMMG), a Polícia Penal, o Sistema Socioeducativo, o Ministério Público e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

O objetivo é realizar a prisão de indivíduos foragidos da Justiça, a partir de ações qualificadas das polícias, das Agências de Inteligência e da participação do cidadão, por meio de denúncias ao Disque Denúncia Unificado 181.

Além da prisão, a divulgação dos 12 procurados em cartazes e também de forma virtual traz o benefício de inibir a circulação dos criminosos listados.

Mais informações sobre todos os procurados em www.procurase.seguranca.mg.gov.br.

Fonte: Agência Minas / Imagem: Sejusp / Divulgação