Severino Cavalcanti, ex-presidente da Câmara, morre aos 89 anos

Ele ficou conhecido após ser eleito em uma articulação do baixo clero da Casa, mas renunciou após o escândalo do mensalinho

Severino Cavalcanti, ex-presidente da Câmara | Foto: JOSÉ CRUZ/AGÊNCIA BRASIL – 7.4.2009

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Severino Cavalcanti (PP-PE) morreu nesta quarta-feira, aos 89 anos. Ele estava em Recife, onde morava com a família, que não divulgou a causa da morte. Severino vai ser enterrado em João Alfredo, cidade em que nasceu e onde foi prefeito. Ele também ocupou os cargos de deputado estadual e ficou na Câmara Federal por três mandados.

Severino Cavalcanti ficou famoso ao ser eleito presidente da Câmara em uma articulação do chamado “baixo clero” da casa em 2005. Na ocasião, parlamentares se aproveitaram de uma divisão interna no governo para elegê-lo. No entanto, ele acabou ficando no cargo apenas de fevereiro a setembro daquele ano, quando precisou renunciar ao mandato para escapar de um processo de cassação pelo estouro do escândalo do “mensalinho” na Casa.
Na ocasião, ele era acusado de cobrar R$ 10 mil por mês do dono de um restaurante que funcionava na Câmara em troca da manutenção da cessão do espaço. Depois disso, Severino nunca mais conseguiu se reeleger para a Câmara.

Fonte: https://www.otempo.com.br/