Rio Limoeiro, que há exatos nove anos ceifou várias vidas, faz mais uma vitima no Terreirão

Amadeu de Oliveira Carraro, 73 anos, popularmente conhecido por “Deuzinho”, foi tragado pelas águas do rio após o desabamento parcial do imóvel onde residia.

Eram cerca de 23 horas da última sexta-feira (08), ocasião em que um imóvel que dá fundos para o Rio Limoeiro, situado na Rua Santos Duque, 40, entroncamento entre o Terreirão e a Banqueta, bairro de Vila Laroca, ruiu parcialmente, destruindo parte de um quarto e o terraço. Populares resgataram com vida uma mãe e uma criança, ainda um bebê, mas, infelizmente, não tiveram igual sorte com Amadeu de Oliveira Cassaro, 73 anos, popularmente conhecido por “Deuzinho”, que dormia no terraço e juntamente com os escombros foi tragado pela forte correnteza do Limoeiro.

Segundo informações da Defesa Civil, o nível das águas do rio estava bastante elevado, com tendências a transbordar devido uma possível tromba d’água em sua cabeceira, no município vizinho de Santo Antônio do Aventureiro.

Acionada, uma Unidade do Corpo de Bombeiros de Além Paraíba chegou ao local e imediatamente deu início às buscas do idoso desaparecido. Por volta de 2 horas da madrugada do sábado (09), as buscas foram paralisadas. Ao final da madrugada, por volta de 5 horas, o corpo de Amadeu Cassaro foi localizado na barragem da Light, na Ilha dos Pombos, município de Carmo (RJ).

Moradores, ainda lembrando da tragédia ocorrida em 2012, ocasião em que lamentavelmente outras vidas foram tiradas, enfatizaram que as águas do Limoeiro teriam abalado a estrutura do imóvel que ruiu, bem como de outros imóveis que ainda estão de pé. Alguns moradores afirmam que esses problemas estruturais passaram a existir após obras de desassoreamento do leito do rio, executadas pela Prefeitura  Municipal de Além Paraíba, há cerca de dois/três meses.

Fontes: Corpo de Bombeiros, Adenilson Mendes e populares.

Fotos e vídeo: Corpo de Bombeiros, Rede Social e Adenilson Mendes.