Além Paraíba fecha a sexta-feira (16) totalizando 113 óbitos por coronavírus desde o início da pandemia

Hospital São Salvador é atacado em rede social e emite Nota de Esclarecimento sobre denúncias contra seus médicos. Ao contrário das afirmativas, Rafael Gracioli é pós-graduado em Terapia Intensiva e Pneumologia.

Segundo dados apresentados pelo Boletim Epidemiológico nº 378, emitido ontem (16), pela Secretaria Municipal de Saúde de Além Paraíba, devidamente registrados no Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e Ministério da Saúde (MS), a pandemia da Covid-19 totalizou 2.521 casos confirmados dentro do município alemparaibano, sendo que desse total foram recuperados 2.343 infectados, cerca de 90% graças a equipe do Hospital São Salvador que é liderada pelo médico Rafael Boubee Gracioli. Infelizmente, a pandemia em Além Paraíba trouxe 113 óbitos confirmados como pela infecção do coronavírus

O Hospital São Salvador, vale ressaltar, fechou a sexta-feira com 31internados, 11 na UTI. Do total de internados nove são de outros municípios, a saber: Pirapetinga, Sapucaia, Estrela Dalva, Volta Grande e Santo Antônio do Aventureiro. Dois alemparaibanos estão internados em unidades hospitalares de outros municípios.

HSS é atacado em rede social

Hospital São Salvador, atacado em rede social, emitiu Nota de Esclarecimento para a população de Além Paraíba e região.

Nesta que é a maior crise de saúde do planeta, situações surgiram em rede social (facebook) atacando o Hospital São Salvador e vários profissionais da Medicina alemparaibana, acusados de não terem a qualificação que exercem no município, seja no HSS bem como em planos de saúde existentes no município, como a Unimed e a Dezoito de Julho.

O denunciante, Rafael de Oliveira, natural do Rio de Janeiro (RJ) e residente em Foz do Iguaçu (PR) – assim está anotado em seu perfil no facebook, fez algumas denúncias envolvendo o médico Rafael Gracioli, provedor do HSS, a titular da Pasta da Saúde de Além Paraíba. Rafael, em sua página no facebook, seria noivo de uma ex-enfermeira do HSS, servido pública municipal na Pasta da Saúde.

Não bastasse, uma mulher que se identifica como Nicole Malaquias, que se apresenta na rede social (facebook) como natural de São Paulo e residente na Vila de Aparecida, município de Sapucaia, também fez vários ataques, valendo ressaltar que hoje (sábado – 17), a mesma bloqueou acesso em sua página, o que leva a crer que trata-se de um personagem fictício especializado em divulgação de fakes em rede social. Na localidade sapucaiense de Aparecida, segundo alguns moradores contatados por telefone, seria uma “ilustre desconhecida”.

Além do médico Rafael Gracioli, as denúncias formuladas atingem vários profissionais da Medicina de Além Paraíba, médicos de reconhecida competência na área que atuam, alguns com mais de 40 anos de formação, o que é uma falta de respeito àqueles que, reconhecidamente, prestaram e ainda prestam excelentes serviços à população alemparaibana e ao Hospital São Salvador, instituição fundada, há mais de 100 anos, por Dr. Paulo Joaquim Fonseca.

Sobre o médico Rafael Boubee Gracioli, o Jornal Além Paraíba teve um contato com o mesmo, onde foi apresentada ao editor Flávio Será uma série de informações, que são relatadas a seguir:

Natural de Petrópolis (RJ), formou-se em Medicina no ano de 2003, na primeira turma da Universidade Estácio de Sá, do Rio de Janeiro (RJ). Trabalhou em várias unidades hospitalares, entre estas o Hospital de Saracuruna, o Hospital Federal do Andaraí, Hospital de Três Rios e outros.

No mesmo ano de formado passou trabalhou como plantonista no Pronto Atendimento “Silvio França”, no bairro Jardim Paraíso, bem como, também como plantonista, no Pronto Socorro do HSS.

É pós-graduado em Terapia Intensiva pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira, através da Universidade Suprema, anos de 2005 a 2006. Também fez pós-graduação em Pneumologia, na United Faculties Group, instituição norte-americana com sede em São Paulo, mantenedora de várias instituições educacionais de nível superior no Brasil, com a Faculdade Global, do Rio Grande do Sul e outras (certificados apresentados ao editor deste site).

Rafael Gracioli é o atual provedor do Hospital São Salvador, e está credenciado nos dois maiores planos de saúde existentes no município alemparaibanao – a Unimed e a 18 de Julho.

Um fato interessante ocorrido nesses dias de polêmica, é que, oportunamente, uma publicidade foi veiculada junto com as denúncias sobre o início de consultas, a partir da próxima segunda-feira (19), de um médico que seria especializado em Pneumologia Infantil.

HSS esclarece denúncias contra seus médicos

Diante dos ataques formulados contra o Hospital São Salvador, na manhã de ontem (16), o corpo diretor da instituição emitiu um comunicado oficial à população de Além Paraíba e região, já que o HSS é o único para pacientes do município e de toda região.

Na nota, a instituição alemparaibana faz algumas explicações sobre as especialidades dos médicos, já o assunto foi uma das citações de Rafael Oliveira. E, por fim, em sua nota, o Hospital São Salvador informa que avaliará as providencias legais contra o denunciante Rafael Oliveira e outros.

Segue abaixo a nota do Hospital São Salvador na íntegra:

HOSPITAL SÃO SALVADOR

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Por razões que desconhecemos, alegando insatisfação com atendimento recebido por um familiar, um indivíduo iniciou esta semana uma campanha de difamação de Médicos deste Hospital, especialmente do Dr. Rafael Boubee Gracioli da Silva informando que o mesmo cometia ato ilegal ao dedicar-se a Pneumologia. Alega o indivíduo que o Dr. Rafael não poderia atender pacientes com patologias pulmonares por não ser detentor de título de especialista. No dia de hoje começou a circular em redes sociais uma lista contendo o nome de outros Médicos na mesma situação. Sobre este assunto, o Hospital São Salvador esclarece que:

1- Todos os Médicos do Hospital São Salvador atendem em suas especialidades rigorosamente nos termos em que lhes são permitidos pela Lei;

2- Anualmente o Hospital remete aos órgãos governamentais competentes a lista de seus médicos e suas respectivas especialidades sendo tal listagem aprovada sem ressalvas por conta atenderem os requisitos exigidos;

3- A Residência Médica é sem dúvida requisito para o título de especialista, no entanto, os Médicos que fazem Pós Graduação latu sensu, reconhecida pelo MEC, tem o direito de atender na especialidade que se pós graduaram em todo o território nacional. A expertise obtida e Pós Graduação é fato determinante que permite ao Médico atender como especialista.

4- A legalidade de que o Médico atenda a especialidade para a qual se pós graduou foi inclusive reconhecida pela Justiça Federal em sentença prolatada nos autos do processo número 1026344-20.2020.4.01.3400 da lavra do Magistrado Adverci Rates Mendes de Abreu. A decisão tem efeitos em todo o território nacional.

5- Impressiona sobremodo a atitude do indivíduo que levantou a desnecessária polêmica com o mero intuito de tentar denegrir a imagem do Profissional causando desconforto, insegurança e intranqüilidade na população num momento em que o País vive a maior crise sanitária de sua história (COVID)

6- Por fim, o Hospital São Salvador avaliará as providências legais que tomará contra o indivíduo que insiste em tentar caluniar com inverdades ou meias verdades profissional que detém sim titulação conferida por Pós Graduação, dentro da legalidade.

7- O Hospital São Salvador, solidariza-se também com os Médicos de seu corpo clínico que neste dia estão tendo seus nomes vinculados em redes sociais como não detentores de expertise ou dos títulos das especialidades médicas que atendem. TODOS estão rigorosamente exercendo suas profissões dentro do que lhes é permitido.

Além Paraíba, 16 de Abril de 2021

Assina: Hospital São Salvador / A Diretoria