Ocorrências com pipa na rede elétrica crescem durante isolamento social

Período requer atenção com brincadeiras com pipa e decorações juninas.

Junho e julho são meses de férias escolares. “E soltar pipa é uma brincadeira muito comum nessa época do ano. Além disso, a prática cresceu durante a pandemia. Mas é preciso muita atenção, porque além de causar danos à rede elétrica, comprometendo o fornecimento de energia elétrica, pode causar graves acidentes, inclusive a morte”, explica o gerente de Operações da Energisa Anderson Rabelo.

Se comparamos 2020 com o ano anterior, o número de ocorrências de pipa na rede elétrica em Minas Gerais cresceu cerca de 215%. Ou seja, em 2019, foram registradas 38 ocorrências ocasionadas por pipas na rede, enquanto em 2020 essa quantidade subiu para 119, comprometendo o fornecimento de energia para mais de 35 mil clientes.

Neste ano, de janeiro a maio, já foram registradas 16 ocorrências e cerca de 3.280 clientes tiveram o fornecimento de energia interrompido. Os números tendem a aumentar, já que, entre os meses de maio e agosto é quando a Energisa registra maior número de ocorrências com pipa por ser época característica de ventos, propícios para a brincadeira, coincidindo com o período de férias.

Preocupada com a segurança da população, a Energisa preparou algumas orientações importantes:

·         Jamais solte pipa próximo à rede elétrica e nunca tente remover a pipa da rede elétrica. Você pode levar um choque elétrico. Apenas os profissionais autorizados pela Energisa, munidos de todos os itens de segurança e treinamentos necessários, podem fazer a manutenção na rede elétrica;

·         Não utilize materiais cortantes, como a linha chilena e o cerol, e não solte pipa próximo a ruas e avenidas. A linha pode ser perigosa para os condutores, causando, principalmente, acidentes com motos e bicicletas;

·         Não empine pipa em dias de chuvas e relâmpagos;

·         Alerte outras pessoas sobre o risco de soltar pipas sem os devidos cuidados. A conscientização é fundamental para reduzir transtornos e acidentes;

·         Ao verificar pipas presas à rede elétrica, entre em contato com a Energisa por meio dos canais de atendimento.

Fonte: Energisa Minas Gerais