Arsae-MG determina redução de 1,52% no valor da tarifa da Copasa

Outra alteração é a unificação geral da tarifa para o serviço de esgoto.

A Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e Esgoto de Minas Gerais – Arsae-MG – publicou nesta terça-feira, 29 de junho, no Diário Oficial do Estado, a resolução nº 154/2021, que autoriza a Copasa a aplicar aos serviços públicos de abastecimento de água e de esgotamento sanitário as novas tarifas e regras para o próximo ciclo tarifário (2021 a 2025).

Aprovadas após reunião extraordinária da Diretoria Colegiada da Arsae-MG, transmitida ao vivo no canal da agência no Youtube no último dia 24, as novas regras devem ser aplicadas a partir de 1º de agosto. Haverá uma redução inédita no valor das tarifas de água e esgoto, em média 1,52% redução de na conta, e unificação geral da tarifa para o serviço de esgoto. Essa nova tarifa representa o valor de 74% da tarifa de água, bem inferior aos 100% atuais para quem tem o esgoto tratado.

A redução no valor final da conta dependerá do volume consumido e da categoria na qual o usuário está inserido. Porém, a grande maioria vai perceber uma redução das suas faturas. No caso dessa revisão tarifária, mais de 80% da população que possui algum serviço de tratamento de esgoto perceberá uma redução de até 15% das suas faturas. Um usuário residencial com água, coleta e tratamento de esgoto que consome até 5m³, por exemplo, deixa de pagar uma conta de R$ 36,04 e passa a pagar R$ 30,64, uma redução de 14,98%.

O diretor-geral da Arsae-MG, Antônio Claret, destacou a redução histórica nas contas. “Hoje temos um índice inflacionário no Brasil chegando a 32% e a nossa tarifa média está com redução de 1,52%. Ou seja, além de não ter o reajuste pela inflação, está havendo uma redução histórica nas contas. Outro ponto importante é a unificação da taxa de esgoto, com a redução do subsídio. Assim, faz-se a justiça tarifária. Esta revisão busca a menor tarifa possível desde que disponíveis recursos para que a Copasa possa operar e investir dentro do nível necessário para o Novo marco do Saneamento”, completou.

Fonte: Arsae-MG | Foto: DOM Total