BDMG abre crédito de R$ 339 milhões para micro e pequenas empresas

Recurso é para empreendedorismo feminino, setores de turismo, eventos, bares e restaurantes.

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) abriu cadastro para micro e pequenas empresas de Minas Gerais interessadas em obter crédito por meio do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

O diferencial desta iniciativa do BDMG é que empresas com participação feminina no capital social maior ou igual a 50%, há pelo menos seis meses, e iniciativas das cadeias de turismo, eventos, bares e restaurantes, terão a Tarifa de Abertura e Acompanhamento de Crédito (TAAC) reduzida.

Nesta fase do programa estão sendo colocados à disposição, inicialmente, R$ 339 milhões, por meio do Fundo de Garantia de Operações (FGO). Os juros serão de 6% ao ano mais Selic, com prazo total de 48 meses para pagar e 11 meses de carência. O crédito pode ser aplicado em capital de giro ou em investimentos.

“Estamos oferecendo uma tarifa menor para segmentos impactados de modo particular pela pandemia, cumprindo nosso papel de banco de desenvolvimento sintonizado com as demandas da sociedade, sem nos descuidar da sustentabilidade financeira da instituição”, afirma o presidente do BDMG, Sergio Gusmão.

Além das tarifas diferenciadas para os segmentos citados, no BDMG não é necessário abrir conta bancária para acessar o crédito. As solicitações podem ser feitas por meio do BDMG Digital, plataforma de atendimento disponibilizada em www.bdmg.mg.gov.br. O processo garante menos burocracia e mais agilidade na concessão do crédito.

O BDMG também conta com uma rede de 350 correspondentes bancários em todo o estado de Minas Gerais, o que permite maior capilaridade no alcance de regiões mais distantes. A lista dos correspondentes também está disponível no site do banco.

Fonte: Agência Minas | Foto: Ribeirão das Neves Net