Interventor municipal demite Dr. Rafael Gracioli do quadro de médicos plantonistas do Hospital São Salvador

Ato, considerado como absurdo, acabou mobilizando a rede social em defesa do médico afastado. Residência da enfermeira Bethânia Reis de Souza, também afastada do HSS, foi bombardeada com fogos de artifício na manhã desta segunda-feira.

No início da manhã desta segunda-feira (10), a partir das 08 horas, o interventor municipal no Hospital São Salvador, josé roberto monteiro faria, CPF nº 110.690.376-56, certamente com o aval do prefeito Miguelzinho e sua assessoria jurídica, emitiu um comunicado interno usando o timbre da instituição alemparaibana comunicando ao médico Rafael Gracioli que este estaria desligado do quadro de médico plantonista do HSS (vide imagem e vídeo).

A informação/comunicado tomou de surpresa o ex-provedor do HSS, com quase vinte anos de serviços prestados à instituição como plantonista, que se dirigia até a instituição para trabalhar, e repercutiu por toda cidade que tem usado, em sua maioria, a rede social em defesa do agora demitido. Vale ressaltar, em rede social, está circulando o comunicado de que está programada para as 18 horas desta segunda-feira, uma manifestação diante a HSS, que contará com a presença de parte da população, juntamente com igrejas e pastores da região, que terá como foco principal o apoio na permanência do médico afastado arbitrariamente pela municipalidade alemparaibana.

Também em rede social, alguns cidadãos estão dando depoimentos em apoio (vide gravações abaixo), defendendo o fato de o médico afastado usar uma sala para atendimento particular na instituição. Ressalta-se que Dr. Rafael, assim como outros médicos alemparaibanos, usava uma sala para atendimento particular pagando aluguel da mesma ao HSS, e entre esses podem ser citados: Dr. Welter Cassarini, Dra. Valéria Bouhid, os saudosos Drs. Elias Bouhi e Maurício Lima de Marca, e outros.

Outro ato arbitrário e covarde foi verificado nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira, ocasião em que a residência da enfermeira Bethânia Reis de Souza, diretora-administrativa do HSS também afastada pelo interventor, irmã do prefeito Miguelzinho, ter sido alvo de um intenso e covarde bombardeiro de fogos de artifício assustando não somente a enfermeira, ex-Secretária Municipal de Saúde que foi afastada daquele órgão covardemente por seu irmão na madrugada de um domingo, mas também seu filho menor de idade fruto de seu casamento com Dr. Rafael Gracioli.

Segundo informações oficiosas, advogados estão trabalhando desde o sábado (08) na defesa dos afastados pela municipalidade junto ao Judiciário de plantão no sentido de anular o ato do prefeito Miguelzinho e seus assessores que é considerado pela maioria da população alemparaibana e da região como ditatorial e absurdo. Caso necessário, os advogados estarão indo até instância superior, em Belo Horizonte.