Gaeco prende assaltante condenado que estava foragido em Guidoval

Ele está condenado a 62 anos de prisão por crimes no Rio de Janeiro.

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) deflagrou ontem, 27 de janeiro, a operação Homônimo. A ação, desencadeada pelos Grupos de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaecos) da Zona da Mata – unidade Visconde do Rio Branco – e do Rio de Janeiro e pelo 21º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais, com sede em Ubá, teve como objetivo prender um foragido da Justiça, condenado a 62 anos de prisão, pela prática de assaltos violentos no estado do Rio de Janeiro.

Após intenso trabalho investigativo realizado pelo Gaeco, o foragido, de alta periculosidade, foi localizado e preso no município de Guidoval, onde residia na casa de familiares, levando uma vida sem suspeitas.

O criminoso atuava invadindo residências, onde amarrava as vítimas e as mantinha sob ameaça com arma de fogo, enquanto comparsas roubavam bens e valores como veículos, computadores, dinheiro e joias.

A operação contou com a participação de promotores de Justiça, servidores do Ministério Público e policiais militares.

Fonte: Ministério Público de Minas Gerais | Foto: Ribeirão das Neves.net