FALECEU PAULO ROCHA “SUX”

Arte, cultura e comunicação de Além Paraíba e região ficam órfãos com a perda de Paulão.

No início da manhã desta quarta-feira, 02 de fevereiro, uma triste notícia começou a circular por toda Além Paraíba. Faleceu no vizinho município de Leopoldina, onde estava internado no Hospital Casa de Caridade Leopoldinense, o alemparaibano Paulo César da Rocha “Sux”, o Paulão, 67 anos, figura de relevante destaque nas áreas da Comunicação, Arte, Cultura e Movimentos Sociais e Cristãos de Além Paraíba e região.

“É uma perda irreparável!”, exclamou com grande tristeza o radialista e comunicador Edel Ferreira Gomes, que por décadas teve estreita amizade com Paulão.

Nascido em Além Paraíba no dia 16 de setembro de 1954, era filho de Onofrina e Sebastião Rocha (Dona Dindica e Seu Tatão), tradicionais moradores do bairro Morro da Conceição, e era irmão de Jorge e Conceição.

Desde cedo teve sua vocação voltada às áreas da Comunicação, Arte e Cultura. Era músico, aliás um exímio baterista, foi ator, produtor e diretor de teatro, um locutor dos mais competentes que atuou com destaque nas emissoras de rádio alemparaibanas Cultura de Porto Novo (CPN) e 102 FM, com passagem aplaudida na Rádio Catedral FM, emissora oficial da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

Funcionário aposentado da Câmara Municipal de Além Paraíba, Paulo Rocha também teve relevante participação em movimentos sociais e cristãos no município de Além Paraíba.

Era pai de Tainah, fruto de seu primeiro matrimônio com a educadora Marília Rosestolato, também editora do Jornal Agora. Estava casado há mais de 20 anos com Aparecida Lourdes de Sá.