Ministério da Saúde acha que o pior da Ômicron ainda está por vir

Dois meses após o surgimento da variante Ômicron e da confirmação dos primeiros casos da cepa no Brasil, o país vê o mês de fevereiro chegar com o recorde de casos positivos relatados em um só dia, e com isso o registro de mortes por Covid-19 voltar ao patamar dos milhares.

Mesmo com quase 300 mil casos confirmados em um só dia, o Ministério da Saúde acredita que ainda não atingiu o pico da onda causada pela variante que já domina 95,9% das amostras sequenciadas. A avaliação foi feita pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

“Estou com a equipe do Ministério da Saúde analisando a última semana epidemiológica do país. Tivemos aumento de casos causado pela Covid-19, e ainda não chegamos ao pico da onda causada pela Ômicron. O enfrentamento contra a doença continua”, disse o ministro, pelas redes sociais.

Fonte; Rádio CPN