Professores da Rede Estadual de Minas Gerais aprovam greve a partir de 8 de março

Professores da rede estadual de educação aprovaram estado de greve a partir de 8 de março. A reivindicação da categoria é de que o governo pague o piso salarial aos profissionais.

De acordo com o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE MG), haverá também outras “ações de luta”. “Nossa mobilização é fundamental para que o governo Zema cumpra com o piso salarial, que é um direito constitucional”, disse a coordenadora geral do sindicato, Denise Romano.

A coordenadora do Sind-UTE alega que o piso da categoria foi reajustado em 2022 e está em R$ 3.845,63, mas, o governo Zema paga aos professores cerca de R$ 2.135.

Nota da redação do Site Jornal Além Parahyba: Interessante é que o dito SIND-UTE, com ligações fortíssimas com o Partido dos Trabalhadores através da CUT – Central Única dos Trabalhadores, com a medida quer aceitar o aumento proposto e decretado pelo presidente Jair Messias Bolsonaro!!!

Fonte: Rádio CPN