Já em recuperação da residência de uma de suas filhas, idoso agredido covardemente presta depoimento às autoridades policiais

Na residência de uma de suas filhas, o agredido Ronaldo José Corrêa presta depoimento às autoridades policiais.

Passados quatro dias depois de ter sido covardemente agredido, o ferroviário aposentado Ronaldo José Corrêa, 84 anos, recebeu alta do Hospital São Salvador após recuperar-se parcialmente dos golpes (socos e pontapés) desferidos pelo agressor conhecido por Paulo Vitor, 22 anos. Quando socorrido pelo SAMU, Ronaldo foi levado ao HSS onde seu quadro foi considerado como grave, apresentando fratura na caixa craniana e hemorragia cerebral, além de contusões diversas pelo corpo., tendo ficado em observação na UTI da unidade hospitalar alemparaibana.

Já na residência de uma de suas filhas, Ronaldo José Corrêa mostra seu rosto como ficou após as agressões desferidas por Paulo Vitor.

Na residência de uma de suas filhas, onde se encontra ainda em recuperação, Ronaldo recebeu na tarde desta quinta-feira (03) a visita da escrivã Mille que, acompanhada do detetive Tony, colheu o depoimento da vítima. Em seu depoimento, Ronaldo confirmou as barbáries a que foi cometido, relatando ainda que o agressor amassou seu automóvel que estava estacionado diante do prédio com um pontapé.

Informações apresentadas em rede social davam conta de que Paulo Vitor teria se apresentado às autoridades policiais ontem, quarta-feira (02), o que é uma inverdade. O que se sabe de fato é que o caso está nas mãos da Polícia Civil de Além Paraíba que está levantando todos os dados sobre as agressões, bem como a vida pregressa do agressor, ao que parece um velho conhecido das páginas policiais alemparaibanas.

Vídeo abaixo mostra a agressividade com que Paulo Vitor atingiu o idoso Ronaldo José Corrêa, 84 anos.

QUE A JUSTIÇA SEJA FEITA, DE PREFERÊNCIA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL!!!

Paulo Vitor, 22 anos, que covardemente agrediu o idoso Ronaldo José Corrêa, 84 anos.