E L E I Ç Õ E S    2 0 2 2

Bolsonaro indica que pode ter Braga Netto como vice na chapa à reeleição

Sem confirmar nome, presidente revelou que escolhido é de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, e fez colégio militar, dicas que batem com o atual ministro da Defesa.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) indicou que pode confirmar o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, como o candidato a vice-presidente na chapa dele à reeleição. Em entrevista à Jovem Pan, o mandatário afirmou que o escolhido será natural de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, mas sem citar um nome específico.

“Eu posso adiantar para vocês, hoje em dia, por coincidência, o vice é de Minas Gerais, mas não quero adiantar o nome dele”, revelou Bolsonaro durante a entrevista. “Vou te dar mais uma dica: é nascido em Belo Horizonte. E fez colégio militar”, completou, em momento posterior.

Braga Netto nasceu em 11 de março de 1957 na capital mineira e é apontado como um dos principais nomes colocados na mesa de Bolsonaro para a união eleitoral. Hoje general, ele também se formou no curso de cavalaria da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), na turma de 1978.

A suspeita da chapa deve ser reforçada na próxima semana, segundo Bolsonaro, com a saída de ministros que vão disputar as eleições. Braga Netto deve ser um dos que vão deixar a cadeira na Esplanada dos Ministérios. 

“Obviamente, vocês vão tomar conhecimento de quem vais ser meu vice, apesar de só sair em agosto, pelas possíveis saídas de ministros agora em 31 de março”, disse.

“Eu não quero adiantar agora o nome dele, mas devemos ter um vice que não é para ganhar eleição, é para ajudar a governar o Brasil. Ganhar a eleição, vamos dizer, é bem mais fácil, ou menos difícil, do que governar”, acrescentou.

O presidente da República acrescentou que a escolha teve como motivação a certeza de que o vice-presidente, se eleito, não tentará tomar o mandato para si em uma traição a Bolsonaro.

“Eu tenho que ter um vice que não tenha ambições de assumir a minha cadeira ao longo de um mandato”, destacou Bolsonaro.

A exclusão do vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) da chapa já é certa. Ele se filiou ao Republicanos na última quarta-feira (16) para concorrer ao Senado pelo Rio Grande do Sul. Mesmo tendo discordâncias com Mourão, Bolsonaro disse irá declarar apoio ao atual vice.

Bolsonaro de filiou ao PL em outubro de 2021 para concorrer à reeleição. A pré-candidatura dele será lançada no domingo (27), em Brasília.

Ainda na entrevista, o mandatário indicou que o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles poderia ser o candidato a vice na chapa do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, ao governo de São Paulo.

Fonte: O Tempo – Por Lucyenne Landim – Brasília / Foto: Alan Santos – PR