Justiça Eleitoral de MG absolve ex-governador por crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro

A Justiça Eleitoral de Minas Gerais absolveu o ex-governador Fernando Pimentel (PT) dos crimes de tráfico de influência e lavagem de dinheiro. Ele havia sido condenado a 10 anos e 6 meses de prisão em primeira instância, em 2019. Na época, a juíza Luzia Divina de Paula Peixoto, da 32ª Vara Eleitoral, havia permitido que ele respondesse o processo em liberdade.

O inquérito apurou irregularidades de Caixa 2 no período em que Pimentel foi ministro do Desenvolvimento, no governo Dilma Rousseff (PT), entre 2011 e 2014. A investigação, relacionada à Operação Acrônimo, foi conduzida pelo Ministério Público Federal e depois repassada ao Ministério Público Eleitoral.

Fonte: TRE-MG