Dor de cabeça para os “lambaris de enxurrada”

EDITORIAL

Por Flávio Senra (*)

Chega-nos a informação, ainda não oficial, de que Além Paraíba poderá ter, a exemplo de eleições em épocas passadas, uma candidatura local ao cargo de deputado federal no processo de outubro próximo. O nome não foi revelado, o que poderá ocorrer em breve, e acredita-se que muita dor de cabeça trará aos que sempre aportam no município a cada quatro anos no sentido de abocanhar o voto do eleitorado alemparaibano e de sua microrregião, prometendo mundos e fundos, e após eleitos nada fazem em favor da população, isto quando não desaparecem como fumaça no ar. Vale ressaltar, tais candidatos, que um velho amigo de longa data, o ex-vereador José Erbiste “Macarrão, sempre tratou por “lambaris de enxurrada”, sempre surgem na boa terra como num passe de mágica, sempre abraçados por quem detém ou já deteve cargo político, como o de prefeito ou de vereador, e outros cujas pretensões são botar algum no bolso ou abocanhar um cargo de assessor ou amarra-cachorro.

No processo eleitoral de 2018, pouco mais de 300 candidatos a deputado federal, sendo que a maioria nunca por aqui botou as caras, foi votado em Além Paraíba. Com relação a deputado estadual, 306 candidatos foram votados, sendo que a maioria sequer sabia se a boa terra banhada pelo Paraíba do Sul estava localizada na região Norte de Minas, no Triângulo, no Vale do Jequitinhonha, na região das Vertentes, Zona da Mata ou outras regiões mineiras.

Se a memória ainda funciona como acreditamos, vários foram os filhos da boa terra que se candidataram a um cargo do Legislativo, seja a nível estadual ou federal, com apenas dois obtendo sucesso – Joaquim Moreira Júnior e Fuhad Fadel Sahione, ambos eleitos para deputado estadual. Os demais nomes, a maioria com excelente votação, mas sem o sucesso sonhado, foram: José Alves “Zezinho” Fortes para deputado federal, e José Christiano Filgueiras, Carlos Alberto Esquerdo (Tuberto), Fernando Lúcio Ferreira Donzeles, Ocimar de Castro Neto e Guilherme Antônio Diniz, todos candidatos à uma cadeira da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Segundo a informação que nos foi apresentada, a legenda partidária que ora aparece com a proposta tem a firme pretensão de formalizar o convite firmando uma dobradinha com um já conhecido deputado estadual em pelo menos 25 municípios mineiros, alguns com mais de 40 mil eleitores, o que pode ser bastante profícuo caso a proposta seja formalizada. É daí que vem a afirmativa de que velhos “coronéis” bastante conhecidos das urnas alemparaibanas certamente poderão ter uma tremenda dor de cabeça, isto porque seus votos, alguns bastante expressivos, devem minguar acentuadamente.

Tomara que isto aconteça no processo eleitoral deste ano, e que algo realmente novo surja não somente em Além Paraíba, mas em todos os recantos mineiros e brasileiros, principalmente quando da escolha daqueles que irão ou continuarão ocupando as cadeiras existentes no Congresso Nacional, isto porque, infelizmente, aquele templo da democracia já de bom tempo virou uma verdadeira Casa da Mãe Joana.

Finalizando, chega de “lambaris de enxurrada”!!!

(*) Flávio Senra é o editor do Jornal Além Parahyba desde junho de 1993.