ELEIÇÕES 2022: “Lambaris de Enxurrada” começam a dar as caras em Além Paraíba

Por Flávio Senra (*)

Crianças pescando lambari em enxurrada. (Foto: Google)

Como dizia um grande amigo que partiu desta para melhor no dia 08 de maio, no caso o ex-vereador José Erbiste “Macarrão”, o período eleitoral é a época dos “lambaris de enxurrada” visitarem a boa terra mineira banhada pelo Rio Paraíba do Sul, ou seja, aqui aportam candidatos e candidatos a deputado estadual e federal, ao Senado e até mesmo, uma vez na vida outra na morte, aos governos do estado e do país.

Não bastasse, os visitantes que aqui aportam são recepcionados por apoiadores diversos, entre estes vereadores e ex-vereadores, prefeito e ex-prefeitos, seus respectivos vices e ex-vices, ex-secretários e secretários, enfim inúmeros amarras-cachorros que se fotografam ao lado dos já mencionados “lambaris”, postando nas redes sociais suas imagens sorridentes tentando aliciar o povo a dar seu voto nas “urnas”.

Tempos atrás, já se vão quase três décadas, a tentativa de fazer um alemparaibano tomar assento na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, quase que deu certo. Boa parcela da população, graças um apoio direto e indireto de alguns veículos de comunicação, deu o voto a um vereador de então, no caso o ferroviário aposentado Ocimar de Castro Neto, que somente não se elegeu por falta de míseros 1,5 mil votos aproximadamente. Naquela ocasião, o então prefeito Fernando Lúcio Donzeles e os ex-prefeitos Elias Fadel Sahione e Sérgio Antônio Ribeiro deram aos seus candidatos quase que três vezes o total de votos que faltaram para eleger Ocimar. O ex-prefeito Miguel Belmiro de Souza (pai) apoiou o candidato, na época apelidado de “candidato de consenso”.

Vale ressaltar, alguns candidatos até são merecedores do apoio da população, no caso específico aqueles que realmente se mostram presentes no dia-a-dia do município, do estado e da nação. E com relação aos demais, aqueles apelidados de “lambaris de enxurrada”, somente não os enumeramos por falta de espaço, isto para não dizer que estes mancham as nossas páginas.

(*) Flávio Senra é o Editor do Jornal Além Parahyba desde junho de 1993