Ibitipoca e Bom Jardim de Minas têm geada e temperaturas abaixo de 3 graus

Meteorologista explica que geada é pouco comum no mês de maio e deve voltar a acontecer em junho e julho.

A massa de ar frio polar que atingiu a Zona da Mata e o Campo das Vertentes nos últimos dias provocou baixas temperaturas e geada em cidades da região. Em Juiz de Fora, Ibitipoca e Bom Jardim de Minas, as temperaturas ficaram entre 9 e 2 graus.

Durante de sábado (21), o Inmet registrou mínima de 9,7 graus em Juiz de Fora, por volta das 6h. Em Ibitipoca, o Inmet registrou 1,7 graus por volta das 5h. Já em Bom Jardim de Minas, de acordo com moradores, os termômetros marcavam 3 graus às 7h.

Conforme Bruno Bittencourt, 39 anos, morador de Bom Jardim de Minas, “a noite de quinta para sexta-feira foi a mais fria da semana”. A região já tem passado por baixas temperaturas, mas na madrugada desta sexta registrou geada, fenômeno típico de temperaturas muito baixas. Bruno registrou o fenômeno com fotos e vídeos.

Geada ‘adiantada’

Apesar de apontar que a população de Bom Jardim de Minas “já está acostumada com o frio”, por conta de a cidade ter mais de 1.200 metros de altitude, Bruno pontua que o frio mais intenso chegou antes do esperado. “Esse ano fez mais frio que o normal. Até mesmo em janeiro, que é verão. Acredito que os dois próximos meses vão ser bem mais frios”.

O mesmo aconteceu em Ibitipoca, de acordo com a moradora Cleusa Maria de Oliveira, de 58 anos. A geada já em maio chamou a atenção dela, pois, segundo ela, o fenômeno costuma acontecer no local, “geralmente, só em junho e julho”.

Para a moradora de Ibitipoca, no entanto, as baixas temperaturas também atraem o turismo de frio para a cidade. “Estamos esperando receber um grande público nos próximos meses, ainda mais com a situação da pandemia melhorando”, diz.

Meteorologista prevê temperaturas mais baixas

O meteorologista Claudemir de Azevedo do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) de Belo Horizonte, explica que a geada é mesmo pouco comum nesta época do ano, mas ocorreu justamente devido à massa de ar frio que atua sobre a região. De acordo com ele, as mínimas foram de 3 e 2 graus na Zona da Mata e no Campo das Vertentes, respectivamente.

Apesar de a previsão apontar para mínima de 4 e de 3 graus nestes locais nos próximos dias, com máximas de 22 para as duas regiões e aumento ligeiro das temperaturas, a expectativa é de que o frio intenso volte a aparecer em junho e julho, meses do inverno. “Também devemos ter outras massas de ar frio atingindo a região”, diz o especialista.

Por enquanto, de acordo com ele, não há previsão de chuvas. “As regiões vão estar clara e parcialmente nubladas, com nevoeiros e geadas”, explica.

Fonte: Tribuna de Minas – Por Elizabetta Mazocoli, estagiária sob supervisão da editora Rafaela Carvalho