Na tarde de hoje, sexta-feira, completarão 72 horas do desaparecimento de Paulinho da Pavan

Busca realizada ontem, quinta-feira (26), com auxílio de mergulhadores, foi infrutífera.

O empresário Paulo Roberto de Menezes, o Paulinho da Sapataria Pavan, continua desaparecido, e na tarde de hoje, sexta-feira, serão completadas 72 horas de seu desaparecimento.

Ontem, quinta-feira (26), por volta de meio-dia, uma equipe de mergulhadores deu início a uma busca detalhada em parte do leito do Rio Paraíba do Sul posterior a barragem da Light. A busca foi infrutífera, valendo ressaltar que o referido trecho tem uma profundidade média de 12 metros. Segundo informações oficiosas, os trabalhos dos mergulhadores continuarão na manhã desta sexta-feira.

Hipótese de sequestro é aventada

As notícias sobre o desaparecimento do empresário, proprietário da maior loja de calçados de Além Paraíba, tomou conta da cidade e toda região, provocando comentários diversos nas redes sociais.

A primeira hipótese seria que Paulinho da Pavan teria se atirado ou foi jogado no Rio Paraíba, daí as investigações iniciais seguirem a linha de possível morte por afogamento, conforme foi salientado ontem em reportagem do Jornal Agora.

Desde as 8h da manhã de ontem, bombeiros estão vasculhando as imediações do Rio Paraíba nas redondezas das comportas da usina hidrelétrica da Light, na Ilha dos Pombos, à procura do empresário. As buscas devem prosseguir na manhã desta sexta-feira com barcos e bombeiros, bem como pela equipe de mergulhadores.

Uma segunda hipótese surgiu nas primeiras horas da tarde de ontem nas redes sociais, em especial em alguns grupos de whatsapp, onde foi aventado um possível sequestro do empresário, com os bandidos deixando o seu veículo abandonado no local com as portas abertas, com a possível intenção de ganhar tempo para a complementação do crime e dificultar o trabalho das autoridades policiais. Não se sabe se as autoridades policiais estariam seguindo tal hipótese, o que poderá ser uma provável linha de pensamento caso as buscas continuem sendo infrutíferas.

O empresário Paulo Roberto de Meneses

Paulo Roberto de Meneses, o Paulinho da Pavan, é natural do vizinho município fluminense de Carmo, atuando há décadas no comércio alemparaibano no ramo de calçados e acessórios. É um empresário respeitado e querido, um grande benfeitor da causa animal, ajudando anonimamente na compra de rações para o abrigo da ONG SOS AMOR, como revelado por uma colaboradora da instituição.