segunda-feira, abril 15, 2024
DESTAQUEEDITORIALLOCAISNOTÍCIASREGIÃO

EDITORIAL

“Vamos botar de lado os entretantos e partir logo pros finalmente”

Por Flávio Senra (*)

Nos últimos dias a população alemparaibana foi bombardeada com uma notícia veiculada por incontáveis veículos de comunicação, isto de Norte e Sul do país, onde o principal protagonista foi o prefeito Miguel Belmiro de Souza Júnior, o Miguelzinho, aliás, o pior de todos os mandatários alemparaibanos de toda a história do município.

Só para enumerarmos alguns estados da União em que a notícia, de autoria da Assessoria de Comunicação do Ministério Público de Minas Gerais, podemos citar que, além da boa terra mineira de JK, ela circulou em vários veículos do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná, Bahia, Distrito Federal e, certamente, de outros que não temos como afirmar.

Não bastasse tamanha publicidade negativa para Além Paraíba, vislumbrei ontem parte de uma entrevista que o “garotinho”, assim está sendo chamado por vários de seus ex-eleitores que, é o que parece, estão arrependidos de terem lhe oferecido o voto por duas ocasiões, concedeu numa certa emissora de rádio da cidade, coincidentemente ao mesmo radialista que o MP afirmou ser o beneficiado com cerca de R$ 120 mil, onde relatou que a notícia teria sido covarde e com o propósito apenas de macular sua imagem. No afã de se defender e atacar a imprensa, ele chegou a afirmar que os órgãos de comunicação que veicularam a informação não o procuraram para se defender, esquecendo-se de relatar de que quem o acusou inicialmente foi o próprio Ministério Público de Minas Gerais, autor da notícia.

Vamos botar de lado os entretantos e partir logo pros finalmente”, já dizia o prefeito Odorico Paraguaçu, personagem vivido por Paulo Gracindo em novela de Dias Gomes…

Diante das acusações, que o procuradoria da municipalidade deve estar tomando as providências no sentido de defender o mandatário alemparaibano, certamente a nossa Câmara Municipal, órgão que tem por único propósito defender os interesses do povo e não o do prefeito, até hoje não esboçou qualquer manifestação sobre o assunto, o que não é uma surpresa.

Que não busque defender ou tomar partido contra o dito prefeito, mas uma situação caótica que vem ocorrendo em terras alemparaibanas desde janeiro do ano passado já começa a torrar a paciência da população que certamente dará sua resposta no próximo ano aos nobres membros de nossa edilidade, por ocasião do processo eleitoral de 2024. Trata-se da situação em que, graças a intervenção municipal promovida por Miguelzinho e assessores diretos no Hospital São Salvador está destruindo, agora em ritmo mais acelerado, a instituição centenária que nunca pertenceu ao município, ou seja, à prefeitura.

Interessante é sabermos que a dita Casa do Povo está promovendo uma Comissão Parlamentar de Inquérito contra a COPASA no sentido de cobrar da concessionária reparos a danos causados nas ruas, mas em momento algum bate de frente com a mesma empresa pela cobrança da famigerada taxa de esgoto cujo serviço não oferece. Por que a edilidade está silente com relação ao que ocorre no HSS e que é de conhecimento geral? Será que nossos vereadores e vereadoras legislam em outro planeta e nada sabem a respeito das demissões em que o colaboradores da instituição acabaram sendo obrigados a mover ação na Justiça do Trabalho para receber aquilo que lhes é de direito? O que nossos apelidados “representantes do povo” acham a respeito do prefeito querer municipalizar o Hospital São Salvador, o que certamente poderá impedir que a instituição passe a fazer atendimento particular assim como atender planos de saúde, já que com o serviço municipalizado essas duas situações não poderão ser efetivadas?

Senhores e senhoras que ocupam cadeiras na Câmara Municipal de Além Paraíba, o momento é de extrema apreensão em todo município de Além Paraíba, em especial por esses dois fatos mencionados que novamente aqui mencionamos: a acusação do MPMG que, segundo aquele órgão, poderá até mesmo levar o prefeito para ver o sol nascer quadrado; e a situação crítica a que foi levado o Hospital São Salvador após a intervenção municipal promovida em janeiro de 2022. Procurem levar estas situações para o travesseiro quando forem descansar, é a recomendação que podemos neste momento oferecer aos senhores e senhoras…

(*) Flávio Senra é o editor do Portal-Site do Jornal Além Parahyba desde junho de 1993