sábado, maio 25, 2024
BRASIL E MUNDODESTAQUENOTÍCIASREGIÃO

Casal é preso suspeito de movimentar R$ 20 milhões com jogos de azar

Operação da Polícia Civil aconteceu em Serra, no Espírito Santo.

Uma mulher de 21 anos, natural de Leopoldina, e seu companheiro, de 22, nascido em Juiz de Fora, foram presos, nesta quarta-feira, 15 de maio, no Espírito Santo, pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG). Eles são investigados por jogos de azar digitais. Os suspeitos, que haviam fugido para Maceió e depois para Serra, no interior capixaba, foram detidos em um condomínio de luxo naquela cidade.

A ação conjunta da PCMG e da Polícia Civil do Espírito Santo (PCES) prendeu em flagrante o casal que atualmente reside em Juiz de Fora e são conhecidos como influenciadores digitais. A operação, batizada de Tyche, teve como objetivo cumprir mandados de sequestro e bloqueio de bens móveis e imóveis, além de busca e apreensão de objetos, avaliados em cerca de R$ 30 milhões.

No curso dos trabalhos, os policiais arrecadaram três veículos de luxo, com valor estimado em mais de R$ 1 milhão, sendo o casal autuado pelos crimes de promoção de jogos de azar e crime contra a economia popular. Os dois foram encaminhados à Delegacia de Polícia em Guarapari/ES.

Investigação

O casal, que acumula mais de um milhão de seguidores nas redes sociais, é investigado por movimentar aproximadamente R$ 20 milhões de forma suspeita em suas contas. O dinheiro, segundo apurado, seria proveniente do conhecido “jogo do tigrinho”.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Márcio Rocha, o estilo de vida luxuoso do casal chamou a atenção das autoridades, destacando-se uma viagem a Dubai, onde os suspeitos adquiriram até mesmo um telefone de ouro.

As investigações iniciaram na 4ª Delegacia de Polícia Civil em Juiz de Fora e contaram com a cooperação da Força-tarefa de Combate ao Crime Organizado, ao longo de seis meses, e apoio da Polícia Rodoviária Federal.

Operação Tyche

O nome da operação faz referência à deusa da fortuna, aludindo ao nome do jogo divulgado pelos investigados, chamado “Fortune Tiger”.

Fonte: Portal-Site Marcelo Lopes com informações e foto da PCMG