quarta-feira, julho 17, 2024
DESTAQUENOTÍCIASREGIÃO

FESTIVAL DE CINEMA EM CATAGUASES HOMENAGEIA ANIMAÇÃO BRASILEIRA

Evento é gratuito e vai homenagear o cineasta Guilherme Fiuza. De 1º a 6 de julho, escolas e comunidade assistem a uma seleção de obras de animação produzidas recentemente no país.

Cinema de animação brasileiro é o grande destaque do 8º Festival Ver e Fazer Filmes, que começa na próxima semana em Cataguases, na Zona da Mata de Minas Gerais. A edição contempla produções nacionais, recém-lançadas, que serão exibidas gratuitamente para estudantes e para as populações urbana e rural do município.

A programação começa nesta segunda-feira, 1º de julho, com a apresentação do longa ‘Chef Jack – O cozinheiro aventureiro’ (2023), uma homenagem ao diretor do filme, o cineasta mineiro Guilherme Fiuza, que morreu em maio deste ano. A exibição ocorre no Centro Cultural Humberto Mauro, no centro de Cataguases, às 19h. ‘Chef Jack – O cozinheiro aventureiro’ é uma das 14 produções – 7 longas e 7 curtas – que compõem a programação da mostra infanto-juvenil do festival, distribuída ao longo da semana.

A curadoria das obras ficou a cargo do cineasta, documentarista e diretor do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais, Marcos Pimentel, que destaca a pluralidade das produções. “Os filmes que serão exibidos nesta edição revelam a diversidade e a potência do cinema de animação produzido atualmente no país. Obras de diferentes técnicas, formatos, temáticas e estilos, realizadas por realizadores iniciantes ou experientes, que representam muito bem a safra recente da animação brasileira. Temos uma expectativa muito grande do encontro destes filmes com o público de Cataguases e região durante os dias do festival”, revela Pimentel.

Além do júri técnico, o Festival Ver e Fazer Filmes também conta com um júri especial, formado por estudantes do ensino fundamental das redes pública e particular do município que vão opinar entre 9 filmes que serão exibidos na Sessão Cine Escola Mostra Infantil. Cerca de 500 crianças, com idades entre 8 e 12 anos, de 10 escolas selecionadas, vão escolher a melhor produção de animação, que receberá ao final do festival o troféu ‘Melhor Filme Mostra Infantil 2024’.

“Fico orgulhoso de Cataguases, o berço do cinema, estar presente e viver mais esta etapa. O cinema nacional não pode morrer, pelo contrário, temos que revigorar este tipo de arte. Estamos muito felizes com os resultados dos investimentos realizados pelo Grupo no audiovisual e nas demais linguagens culturais”, comenta Eduardo Mantovani, diretor-presidente da Energisa Minas Rio, patrocinadora do festival.

Festival vai às comunidades

Para garantir acesso das comunidades às produções exibidas no Ver e Fazer Filmes, a Energisa Minas Rio vai incluir na programação a Unidade Móvel Eficiente, que vai visitar os distritos de Glória, Sereno e Cataguarino para apresentar nas praças os filmes em cartaz no festival. O projeto prevê capacidade de exibição para 100 pessoas sentadas, além de distribuição de pipocas e algodão doce durante as sessões de cinema.

Fóruns temáticos e oportunidade para talentos regionais

A partir de sexta-feira, 05/07, a programação do festival abre espaço para a realização de fóruns temáticos que vão discutir desenvolvimento regional, economia criativa e reunir nomes do setor de animação. A organização prevê a presença de cerca de 50 convidados, vindos de 7 estados brasileiros (MG, SP, RJ, BA, RS, SC e PR). São autoridades nacionais, animadores, produtores, empresários e representantes de entidades do setor.

No sábado, às 19h, está programada a Sessão Usina Criativa de Cinema, em que serão exibidos oito curtas de animação produzidos com recursos do Edital Usina Criativa de Cinema, um incentivo para talentos do audiovisual, residentes na área de atuação do Polo Audiovisual da Zona da Mata. Ao fim da sessão, a organização realiza a entrega dos troféus em diversas categorias e as homenagens especiais da edição.

O Festival Ver e Fazer Filmes é uma realização do Instituto Cidade de Cataguases, com patrocínio da Energisa Minas Rio, por meio da Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo de Minas Gerais. O evento também conta com a parceria da Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais, da Fábrica do Futuro, do Animaparque, da Universidade do Estado de Minas Gerais, das secretarias municipais de Educação, Cultura e Turismo da Prefeitura de Cataguases, do Sebrae, da Fundação Bauminas, da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho e do Instituto Energisa.

Outras Informações:

César Piva – Organização do festival – 31 8757-5222

Marcus Martins – Assessoria de Comunicação – 32 99133-7074

Instagram: https://www.instagram.com/polo_audiovisual/

Confira abaixo a programação detalhada:

01/07

    19h00 – SESSÃO ANIMADA – Longa metragem

    Chef Jack – O Cozinheiro Aventureiro

    Homenagem ao cineasta Guilherme Fiuza (em memória)

02/07

    08h30 e 13h30 – SESSÃO CINE ESCOLA – MOSTRA INFANTIL – Curta metragem

    Cadim / Agosto dos Ventos / Pororoca / A Menina e o Velho / Meu Nome É Maalum! / Ewé de Òsányin: O Segredo das Folhas / O Tubarão Martelo e os Habitantes do Fundo do Mar

    19h00 – SESSÃO ANIMADA – Longa metragem

    Tarsilinha

03/07

    08h30 e 13h30 – SESSÃO CINE ESCOLA – MOSTRA INFANTIL – Longa metragem

    Perlimps

    19h00 – SESSÃO ANIMADA – Longa metragem

    Bob Cuspe – Nós Não Gostamos de Gente

    Classificação: 16 anos.

04/07

    08h30 e 13h30 – SESSÃO CINE ESCOLA – MOSTRA INFANTIL – Longa metragem

    Tromba Trem – O Filme

    15h00 – FÓRUM CINEMA FEITO À MÃO

    Núcleo Criativo Fábrica do Futuro / Comunidades Criativas em Rede

    19h00 – SESSÃO ANIMADA – Longa metragem

    Placa-mãe

05/07

    15h00 – RECEPTIVO

    Visita guiada ao Estúdio-Escola Animaparque

    16h00 – FÓRUM ANIMAPARQUE

    Cultura, Economia Criativa e Desenvolvimento Regional Sustentável

    19h00 – SESSÃO ANIMADA – Longa metragem

    Bizarros Peixes das Fossas Abissais

    Classificação: 10 anos.

06/07

    10h00 – FÓRUM ANIMAPARQUE

    Encontro do Setor de Animação

    15h00 – FÓRUM ANIMAPARQUE

    Territórios Criativos e Educativos de Impactos / A Animação Brasileira: Investimentos Públicos e Privados

    19h00 – SESSÃO USINA CRIATIVA DE CINEMA

    Homenagem ao Cineasta Guilherme Fiuza (em memória) / Exibição e premiação dos 8 curtas de animação selecionados e produzidos com recursos do Edital Usina Criativa de Cinema / Prêmio Dragãozinho Manso

    22h00 – FESTA ANIMADA

    Shows musicais, performances multimídias e gastronomia local.

Fonte: Gerência de Comunicação Energisa Minas-Rio